O JOIO ESTÁ NA IGREJA?

O joio está na igreja, este é o entendimento da maioria. Movido pelo conhecimento popular e propagado em pregações nos púlpitos, escola dominical e na fala cotidiana entre os crentes.

Por isso, te convido, caro amigo leitor! Sair da sua zona de conforto, acompanhar a exposição deste tratado sobre este tema tão importante e urgente. É relevante, pois, à medida do seu entendimento, será a marca do seu relacionamento com seus irmãos na igreja.

Não temos a pretensão de emitir nenhuma opinião, pois, esta varia de lugar para lugar, pessoa para pessoa, tempo, cultura, etc. Pretende-se apenas expor exegeticamente o texto bíblico. Embora, a Bíblia ser interpretada pelos leigos, muitas das vezes de modo excludente, no entanto, a Hermenêutica terá papel de destaque nesta jornada.

O joio está na Igreja

Eis a pergunta, o joio está na igreja? Se a resposta for sim, então, quem é ele? Como identificá-lo? Quais foram seus erros e pecados para ser considerado joio? Por que o joio é sempre o outro e nunca “eu”?

Para responder estas perguntas faz-se necessário compreender as palavras de Jesus na parábola de Mateus. Não há ninguém melhor do que Ele para nos esclarecer.

PARÁBOLA — O joio está na igreja?

É uma modalidade de narrativa que não traz nomes de pessoas. Jesus usou muito este método de comunicação para levar seus ouvintes, não somente ouvir suas palavras, mas, também enxergar o que é dito, pensar, repensar e mudar seu modo de vida.

PARÁBOLA DO JOIO DE DO TRIGO

Evangelho de Mateus 13:24-30

Propôs-lhes outra parábola, dizendo: O reino dos céus é semelhante ao homem que semeia a boa semente no seu campo;

Mateus 13:24

Jesus começa falando por analogia. Compara, assemelha para clarear o entendimento. A palavra “campo” é a palavra-chave. Ela não está aí por acaso, Jesus fez questão de usá-la logo no início da fala. As palavras-chave encerram ideias importantes e apontam a ideia central do texto.

Mas, dormindo os homens, veio o seu inimigo, e semeou joio no meio do trigo, e retirou-se.

Mateus 13:24

Quem está dormindo? O JOIO ESTÁ NA IGREJA em todos os lugares e épocas?

Quando se diz “dormindo os homens”, deve-se perguntar imediatamente. Se o joio está na igreja, logo, os homens citados acima tem que ser a cúpula eclesiástica da igreja. Em outras palavras, eles são os líderes, pastores, etc.  Então, todos os pastores em todos os lugares estão dormindo? Haja vista, se o joio está na igreja deve estar em todas. Ora, se for assim, é possível pensar que alguns pastores estão dormindo, mas, todos não. Com este entendimento pode-se afirmar que o joio não está na igreja.

E, quando a erva cresceu e frutificou, apareceu também o joio.

Mateus 13:26

Este versículo indica que o joio foi, gradualmente, surgindo com o crescimento da igreja.  

E os servos do pai de família, indo ter com ele, disseram-lhe: Senhor, não semeaste tu, no teu campo, boa semente? Por que tem, então, joio?

E ele lhes disse: Um inimigo é quem fez isso. E os servos lhe disseram: Queres pois que vamos arrancá-lo?

Ele, porém, lhes disse: Não; para que, ao colher o joio, não arranqueis também o trigo com ele.

Mateus 13:27-29

Quem Arranca o Joio?

Os discípulos incomodados com o que acabara de ouvir, se ofereceram para resolver o problema, queriam eles mesmos arrancar o joio. Foram surpreendidos com um “não”. Jesus sabia que eles não tinham tal capacidade, queriam intrometer em algo que lhes não era permitido.

O texto é claro, só não entende quem não quer. Jesus está falando de salvação, joio (perdidos), trigo  (salvos). Nem os discípulos, tampouco, nós temos possibilidade de apontar para este ou aquele. A salvação pertence somente a Deus.

Sendo assim, se os próprios discípulos não sabiam quem era o joio, que dirá nós. Eis a pergunta, então, se o joio está na igreja, quem é ele? Como podemos identificá-lo? Por que o joio é sempre o outro?    

Deixai crescer ambos juntos até à ceifa; e, por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: Colhei primeiro o joio, e atai-o em molhos para o queimar; mas, o trigo, ajuntai-o no meu celeiro.  

Mateus 13:30

O Arrebatamento, O JOIO ESTÁ NA IGREJA, quem sobe Primeiro?

A recomendação é para deixar crescer juntos até a ceifa (arrebatamento). Ou seja, este é um problema que só será resolvido no momento do arrebatamento da igreja. Na “ocasião da ceifa” (arrebatamento) será dada a ordem para “colher primeiro o joio”, confira Mateus 13:41. Eis o dilema, se você é pré-tribulacionista e crê que a igreja será arrebatada primeiro, os ímpios (joios) vão ficar na Grande Tribulação. Então, como entender que o joio será colhido primeiro? E não a igreja?

Outra citação de Jesus que precisa ser analisada “atai em molhos”. Caro amigo leitor! A palavra “molhos” remete a coletivo e não a indivíduos. Sendo assim, se você entende que o joio está na igreja, ele tem que estar em grupos, jamais pessoas isoladas.

EXPLICAÇÃO DA PARÁBOLA

Mateus 13:36-43

Então, tendo despedido a multidão, foi Jesus para casa. E chegaram ao pé dele os seus discípulos, dizendo: Explica-nos a parábola do joio do campo.

Mateus 13:36

Dúvida e Curiosidade

Este versículo traz algo interessante para nossa reflexão. Os discípulos movidos pela dúvida e curiosidade ficaram intrigados com o novo conhecimento adquirido. Creio que eles ficaram remoendo e esperando inquietamente uma oportunidade para perguntar para Jesus.

Quando a oportunidade apareceu, eles dispararam: explica-nos a parábola do joio do campo. A dúvida é saudável, é ela que nos move e ajuda buscar as respostas. Um humano sem dúvidas é incompleto, jamais crescerá no conhecimento.

A ênfase da dúvida dos discípulos recai sobre algo curioso. Jesus falara sobre “joio e trigo”, todavia, eles perguntaram sobre “joio e campo”. Observe que a palavra “campo” aparece no lugar do “trigo”, por quê?

O JOIO ESTÁ NA IGREJA

E ele, respondendo, disse-lhes: O que semeia a boa semente, é o Filho do homem;

O campo é o mundo; e a boa semente são os filhos do reino; e o joio são os filhos do maligno;

Mateus 13:37-38

O Campo é o Mundo, O JOIO ESTÁ NA IGREJA ou no Mundo?

Existem muitas passagens bíblicas de difícil compreensão, confira 2Pedro 3:16, todavia, não é o caso aqui. Jesus fala com tanta clareza que até uma criança pode entender. O campo “é o mundo”, a palavra mundo citada desde o início aparece novamente.

Se o joio é semeado no campo e o campo é o mundo, então, ele não pode estar na igreja. Em nenhum momento Jesus falou que o joio está na igreja, se assim fosse ele teria dito.

Outra reflexão precisa ser desenvolvida na citação do final deste versículo. O joio são os filhos do maligno. Ora, é impensável que a igreja de Cristo seja composta de filhos de Deus e filhos do maligno. A noiva do Cordeiro é pura e assim deve permanecer até o Noivo vir buscá-la.

O inimigo, que o semeou, é o diabo; e a ceifa é o fim do mundo; e os ceifeiros são os anjos.

Assim como o joio é colhido e queimado no fogo, assim será na consumação deste mundo.

Mandará o Filho do homem os seus anjos, e eles colherão do seu reino tudo o que causa escândalo, e os que cometem iniquidade.

E lançá-los-ão na fornalha de fogo; ali haverá pranto e ranger de dentes.

Então os justos resplandecerão como o sol, no reino de seu Pai. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.

Mateus 13:39-43

Nossas lentes agora voltam-se para o destino do joio, é para queimar, lançado na fornalha de fogo. Entende-se que o joio não tem recuperação é para queimar. Isto é, ele não tem salvação.

O JOIO É SEMPRE O OUTRO

Não importa o tamanho da sua igreja, pregue sobre esta parábola e diga para seus ouvintes que o joio é para queimar, não tem salvação. Em seguida, pergunte-lhes, quem entre vós é joio? Fique de pé. Não pare por aí, siga para outras igrejas, escolha uma com dez mil membros e repita a pergunta. Quantas pessoas você acredita que ficará de pé? Nenhuma.

Por que nenhuma? É óbvio, pois, o joio não está na igreja. Assim, ninguém ficará de pé. Outra coisa que perturba qualquer ser racional, o joio é sempre o outro.

QUEM É O JOIO

Se o joio não está na igreja, quem é ele? Onde ele está? Caro amigo leitor! Se você chegou até aqui é porque leu toda apresentação acima, então, é natural estas perguntas ecoarem na sua mente. Por isso, não te deixaremos na metade do caminho. Para responder, usaremos o manual de escatologia J. Dwight Pentecost, editora Vida.

O autor liga as setes cartas de Apocalipse com às sete parábolas de Mateus 13. O resultado disto é fantástico. Não tem como entender a parábola do joio sem considerar o todo.

Tanto as parábolas bem com as cartas estão relacionadas a períodos de tempos. Começa com a igreja primitiva, pureza da Palavra, cujo semeador semeou o trigo, veio o Diabo e semeou o joio.

Segundo o Autor, o joio são as seitas que surgiram e foram, gradualmente, crescendo. Esta análise é compatível com as palavras de jesus “atai em molhos”, ou seja, cada seita é um molho.

As recomendações de Jesus são legitimas, “não arranqueis para não arrancar o trigo junto”. Vale lembrar, que as seitas surgiram e agiram com violência contra a igreja primitiva. Para entender, estude sobre as perseguições da igreja.

Sendo assim, era impossível arrancar as seitas sem que a igreja primitiva sofresse retaliações. É obvio, tem que deixar crescer junto, em molhos até a ceifa. É totalmente compatível com Mateus 13:30, “colhei primeiro o joio”. Isto é, as seitas estão sendo colhidas e ajuntadas em molhos, para quando chegar a ceifa elas serão queimadas.

De posse destas informações podemos entender, pessoas podem ser recuperadas, seitas não. Tente recuperar uma seita, impossível. Pode até ser que um ou outro membro de uma seita se converta ao Evangelho genuíno, entretanto, as seitas são para serem lançadas na fornalha e queimadas.

Confira abaixo as 7 cartas do Apocalipse com as 7 parábolas em paralelo:

PESSOAS PROBLEMÁTICAS NA IGREJA

Se o joio (seitas) não está na igreja, está no campo (mundo), então, quem são aquelas pessoas problemáticas na igreja. Haja vista, não se pode negar que elas existem. A Teologia da igreja de Agostinho pode nos ajudar nesta tarefa. Para mim, a definição de igreja aplicada por ele é a mais inteligente:

O JOIO ESTÁ NA IGREJA

A Igreja como Hospital

Igreja: Hospital

Jesus: Médico

Palavra: Remédio

Todos nós, segundo ele, estamos doentes pelo pecado. Ninguém escapa, desde o membro até o pastor. Na igreja não tem joio, tem pessoas doentes pelo pecado. Durante a semana adoecemos com os aborrecimentos ou, simplesmente, pelo narcisismo, avareza, ganancia, etc.

O lugar de doente é no hospital, fora dele o doente morre. Então, o paciente recorre ao hospital (igreja), recebe o Médico (Jesus). Este Médico conhece a doença e prescreve o remédio (Palavra) segundo a necessidade de cada um.

Pecadores Doentes, O JOIO ESTÁ NA IGREJA?

Espero que você entendeu, caro amigo leitor! As pessoas problemáticas não são joios, são pecadores em busca da cura. Quanto mais problemática, mais precisa da cura, então, se são problemáticas, estão no lugar certo.

Quando a igreja exclui um membro por ser problemático, é porque ainda não entendeu a razão dela existir. Imagina um doente sendo expulso do hospital? Ele morrerá! Pensa um membro sendo excluído (expulso) da igreja, ele morrerá em seus pecados. A igreja que não funciona como hospital perde sua razão de existir.

Mateus 13Igrejas ApocalipseDatas aproximadasCaracterísticas
SemeadorÉfesoPentecostes a 100 d.C.Semeadura
Organização
Evangelização
O trigo e o joioEsmirnaNero a 300 d.C.Perseguição, inimigo revelado
O grão de mostardaPérgamo 300 a 800 d.C.Aliança mundana, grande crescimento externo, Dominio papal
O fermentoTiatira800 a 1517 d.C.Corrupção Doutrinária
Tesouro escondidoSardesReformaCrescimento da igreja estatal
A pérolaFiladélfiaOs últimos diasIgreja verdadeira dos últimos dias
A redeLaodicéiaÚltimos diasApostasia
Manual de Escatologia J. Dwight Pentecost, Editora Vida

Éfeso — Pretensão e abandono eclesiástico do primeiro amor caracterizaram o término do período apostólico. Apocalipse 2:1-7
Esmirna — Período dos mártires. Apocalipse 2:8-11
Pérgamo — Espiritualidade decadente e secularismo crescente. Apocalipse 2:12-17
Tiatira — A igreja papal, que é a obra-prima de Satanás na terra, é testemunhada na assunção de autoridade universal e perseguição cruel aos santos de Deus. Seu reinado malévolo compreende “Idade Média”, cujas características morais foram bem descritas como “trevas”, O papado seca tudo que toca. Apocalipse 2:18-29
Sardes — A Reforma foi a intervenção de Deus em graça e poder para quebrar a autoridade papal. Apocalipse 3:1-6
Filadélfia — Outra Reforma; igualmente a obra de Deus caracterizou o início da última era. Apocalipse 7:1-13
Laodicéia — O estado geral da igreja nominal, o de ser morna, é o mais detestável e nauseante de todos os descritos até agora. Podemos denominar a última fase da história da igreja às vésperas do julgamento de período sem Cristo”. Apocalipse 7:14-22

O joio está na igreja?

TODOS SERÃO SALVOS? O JOIO ESTÁ NA IGREJA e será Salvo?

Sempre que abordo este assunto, alguém pergunta: já que o joio não está na igreja, então, todos serão salvos? A resposta é não. Do mesmo jeito que os doentes morrem no hospital, também, os crentes podem morrer na igreja. Ás vezes, são batizados, dizimistas, participam da ceia, cantam nos grupos e, mesmo assim, vão perecer.

Quantas pessoas na igreja que ouvem a Palavra (remédio) e recusam tomar. Alguns chegam ao absurdo de pensar que aquela pregação era para o fulano que ficou em casa. Outros entendem ser para o irmão do lado, chegam até gritar entusiasticamente, “fala Deus”.

Toda mensagem pregada na igreja é para quem está presente, nunca para aqueles que faltaram.  Algumas mensagens são remédio para curar as doenças oriundas do pecado. Outras são vacinas, exemplo: se o pastor prega sobre adultério, serve como remédio para curar quem está adulterando, mas, funciona como imunizante para quem não cometeu este pecado. Afinal, somos humanos e como tal podemos cair nele.

Sendo assim, o remédio só será eficaz quando o doente toma ele. Os que recusam permanecerão doentes e morrerão. Em outras palavras, perderão a salvação mesmo estando na igreja.

CONSIDERAÇÕES FINAIS, O JOIO ESTÁ NA IGREJA?

O joio está na igreja? Não, pois na parábola não cita uma única vez a palavra igreja. Ele está no campo, no mundo.

O joio faz parte de um molho e não é uma única pessoa. Então, o irmão não pode ser joio sendo alguém individual.

O joio é para ser queimado, não tem recuperação. Pessoas são para serem curadas.

O joio são as seitas, atadas em molhos para serem queimadas na ocasião do arrebatamento.

Na igreja tem pessoas doentes pelo pecado, dispostas a entregar suas vidas aos cuidados do Cristo que cura.

Nem todos serão salvos, pois, recusam tomar o remédio. Por isto, perderão sua salvação.

O JOIO ESTÁ NA IGREJA: Agora que você entendeu que o seu irmão de igreja não é joio, com certeza, seu olhar para ele será diferente. Jesus espera que tenhamos misericórdia assim como ele teve conosco.

BATISMO CRISTÃO

Youtube

Gostou do Artigo O JOIO ESTÁ NA IGREJA, então, deixa um Comentário abaixo, sua opinião é importante para agregar conhecimento. Compartilhe nas suas redes sociais.

ADILSON CARDOSO

Adilson Cardoso: Teólogo, Filósofo — Professor de Filosofia, Teologia, Hebraico e Grego.

Este post tem 4 comentários

  1. DAIVID

    Bom dia, paz do Senhor! tudo bem?

    Não venho para confrontar mas para buscar entendimento deste artigo e conhecimento da palavra.

    Durante a leitura, surgiram algumas perguntas e gostaria de faze-las.

    A primeira delas seria, como identificou que o joio esta em grupos? Se eu corto cana, ato elas em molhos e amarro para carregar, isso não especifica que foram cortadas ou arrancadas em molhos, consequentemente não diz que não foram juntadas uma a uma.

    Outra questão do artigo é quando fala de que na igreja não tem joio. Se o inimigo plantou joio entre o trigo, como pode haver trigo e não haver joio? Essa parte do artigo da a ideia de que alguns lugares do campo o inimigo não plantou joio.

    Agradeço e Aguardo resposta.

    Deus abençoe.

    1. Bom dia DAIVID, paz do Senhor Jesus. Em Mateus 13:30 diz para colher e “atar em molhos”, portanto, identifiquei na Bíblia. No artigo diz que o joio são “as seitas”, o campo é o mundo, no entanto, há joio em toda parte, ou seja, as seitas estão no mundo inteiro. Na igreja não tem joio, tem pessoas doentes pelo pecado sob os cuidados do médico Jesus. A igreja é o hospital, Jesus o médico e a palavra é o remédio. O fato de ter pessoas problemáticas na igreja é porque recebem o remédio (palavra), e rejeitam. Sendo assim, continuam na igreja e vão se perder nela, alguns acham que a palavra é para aqueles que ficaram em casa ou para o irmão do lado. Obrigado pela sua participação.

      1. Marcos Oliveira

        Paz do Senhor Adilson. 
        Judas Escariotes era trigo ou joio?
        A Bíblia fala que existe os filhos de Deus e os filhos do diabo. 

        1. Paz do Senhor Marcos, seguindo a exegese apresentada no artigo Judas não era joio. Primeiro, o joio aparece na Parábola ajuntado em “molhos”, Judas era um individuo e não um molho. Segundo, o joio só será arrancado no fim dos tempos, no arrebatamento da Igreja. Entendo que este não é o caso de Judas, pois, ele estará morto no momento do arrebatamento. Terceiro, a igreja (noiva) de Cristo não pode ser composta por filhos de Deus e do diabo em simultâneo. Sendo assim, Judas não era joio, mas, um homem doente pelo pecado que recusou o remédio (A Palavra de Deus). Segundo J. Pentecost, autor do manual de Escatologia “O Joio são as Seitas”. Obrigado pela sua Participação, um abraço.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.