Quem foi René Descartes

Quem foi René Descartes

O filósofo e matemático René Descartes cresceu em La Haye em Touraine, uma pequena cidade na França continental, a 31 de Março de 1596. Ele era provavelmente o mais novo de três irmãos, e a sua mãe, Jeanne Brochard, morreu no seu primeiro ano de vida.

O seu pai Joachim, um vereador no parlamento estatal, deixou as crianças com a sua avó materna, que voltou a casar alguns anos mais tarde e lhes permitiu viver lá. Atribuiu um elevado valor à educação e enviou René de oito anos para a pensão da Universidade Jesuíta Henri IV em La Fléche, a poucos quilômetros ao norte, durante algumas estações.

Frases clássicas de René Descartes
“Surpreendi-me com o grande número de falsidades que aceitara como verdade em minha infância.”
René Descartes

Recebeu inicialmente uma educação completa, entrando na Universidade Jesuíta aos oito anos e graduando-se em Direito aos 22, mas foi colocado num programa para estudar o mundo natural usando lógica e matemática por um instrutor influente. Isto deu origem à frase “Penso, logo existo”. Também, contribui para formar a imagem de quem foi René Descartes.

Descartes tem sido chamado o pai da filosofia moderna. Isto porque as suas propostas frequentemente se desviaram do entendimento existente do século XVII, que era mais sensato e baseado em sentimentos. Os componentes da sua filosofia não era inteiramente novo, mas a sua abordagem a eles era.

Descartes acreditava essencialmente na remoção de tudo da mesa, removendo quase todos os preconceitos e noções herdadas, começando de novo e trazendo de volta coisas positivas uma a uma. Destas palavras surgiu a sua frase de assinatura: cogito, ergo sum “Penso, logo existo”.

Descartes acreditava que todas as verdades estão, em última análise ligadas, por isso visou descobrir o significado do mundo natural através da matemática e da ciência, utilizando estratégias lógicas. Para além da sua Metodologia, Descartes publicou outros trabalhos como Meditações Filosóficas e Os Princípios da Filosofia. Suas obras filosóficas definem diretamente quem foi René Descartes.

Descartes nunca se casou, mas teve uma filha, cujo nome era Francine, em 1635, que criou nos Países Baixos, na Holanda. Mudou-se para esse país em 1628 porque a vida na França era demasiado agitada para ele se concentrar no seu trabalho porque a mãe de Francine era uma criada na casa onde ele estava hospedado. Ele tencionava enviar a pequena para a França para estudar e socializar com os seus familiares, mas ela morreu de febre quando tinha cinco anos.

Quem foi René Descartes — Um mortal como os demais

Descartes viveu nos Países Baixos durante mais de 20 anos, mas morreu em Estocolmo, Suécia, em 11 de Fevereiro de 1650. Fora colocado lá uma temporada antes a pedido da rainha Christina, como tutor do seu ponto de vista.

A fragilidade da sua juventude continua até agora. No entanto, devido às instruções da Rainha das 5 da manhã, desenvolveu uma pneumonia da qual nunca se recuperou. Tinha 53 anos. Coisas que a filosofia não responde, quem foi René Descartes? Um mortal como os demais.

Frases clássicas de René Descartes
“O Bom Senso é a coisa mais bem distribuída do mundo, pois cada um se acha bem provido dele.”
René Descartes

Quem foi René Descartes — Um homem que deixou um legado!

Como qualquer outro mortal René Descartes se foi, todavia, o legado deste homem é algo extraordinário. Sua contribuição para a Filosofia, a Matemática e o pensamento crítico são disseminados e valorizados nos círculos acadêmicos.

Referente a Lógica ele trabalhou o método formal, dedutivo, que parte do geral para o particular. Este é o único método que pode proporcionar certeza filosófica. Quem foi René Descartes? Um homem que duvidou o tempo todo, mas, raciocinou sobre os ditames da Lógica, mostrando assim, que duvidar não é e não pode ser ilógico.

É visível e de grande importância toda a construção filosófica de René Descartes, no entanto, talvez, a mais relevante e de maior valor aplicado a vida é a elevação da dúvida em seu grau máximo, exemplos: jamais devemos acreditar que algo é verdadeiro só porque nosso professor preferido o defende ou, porque nossos pais nos ensinaram a crer nisso.

Confira às quatro regras a serem seguidas na busca da verdade:

Primeira — Nunca aceitar como verdadeira qualquer coisa que não seja reconhecida como verdadeira sem sombra de dúvida.

Segunda — dividir toda dificuldade encontrada no maior número de partes possível e necessária para estudá-la e solucioná-la.

Terceira — conduzir o raciocínio começando com as partes mais simples e fáceis de conhecer e, gradualmente, ascender para as mais complexas.

Quarta — fazer enumerações em todas as partes, revisões gerais e completas para ter certeza de que não esqueceu de nada.

Lembrem-se, René Descartes rejeitava como falso tudo do que pairasse a mínima dúvida.

Quem foi René Descartes — O homem que filosofou acerca da existência de Deus pela dúvida

Cogito, Ergo Sum — Penso, logo existo, esta é a frase clássica que define quem foi René Descartes. Foi por ela que ele chegou na existência de Deus. Acompanhe a progressão do pensamento de Descartes:

Primeiro ele filosofou sobre a dúvida ao extremo, duvidar de tudo era o seu lema, todavia, ele procurava ansiosamente por algo que não se podia duvidar. Pois, este seria o ponto de partida. Então, entendeu ele.

Estou pensando e para duvidar da verdade em que estou pensando, tenho de pensar. Não posso duvidar de que estou pensando sem afirmar que estou pensando. Para pensar tenho que existir, porque o pensamento exige um pensador. Sendo assim, penso, logo existo.

Lei da não-contradição — Lei da causalidade

Para este pensador, não se pode pensar e não pensar em simultâneo, princípio e relação, pois, isto seria contraditório e impensável. E para ter certeza de estar pensando é necessário um princípio avaliador e julgador da ação.

Segundo ele, para saber que está duvidando, ele tem de saber que não tem certeza. Essa falta de certeza implica em discernir o imperfeito do perfeito. Para discernir isso, pensa ele, é necessário ter primeiro uma noção de perfeição.

Essa ideia de perfeição só é possível quando tem uma causa. E o causador deve necessariamente ser perfeito, pois, apenas um Ser perfeito pode causar a ideia de perfeição. Descartes conclui que Deus é a causa perfeita da sua ideia de perfeição. Logo, Deus existe.

Considerações Finais

Ah! Caro amigo leitor! Não sei quem você é, tampouco, sei quem é o seu filósofo preferido. Todavia, fico fascinado com o pensamento fantástico deste grande homem que deixou sua marca na história da filosofia e da matemática. Se alguém me perguntar quem foi René Descartes, a resposta é simples e curta: um pensador fantástico.

Veja também: Filósofos Alemães que Influenciaram o Mundo

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Ver todos os comentários
error: O conteúdo está protegido

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies para melhorar sua experiência de navegação.
0
Sua opinião é importante, comente!x