Quem foi Jean Jacques Rousseau

Quem foi Jean Jacques Rousseau

Jean Jacques Rousseau nasceu em 1712 e morreu em 1778 aos 66 anos.  Foi um filósofo e escritor do Iluminismo francês. Rousseau nasceu a 28 de junho de 1712 em Genebra, Suíça. Passou a maioria da sua vida na França, mas geralmente referia-se a si próprio como cidadão de Genebra.

A sua mãe, Suzanne Bernard, morreu de complicações no parto apenas nove dias após o seu nascimento; em 1722, o seu pai, Isaac Rousseau, um relojoeiro mal-sucedido, abandonou Rousseau para escapar da prisão, após o que Rousseau foi enviado pelo seu tio para a aldeia de Bosey para pesquisar. O seu irmão não casado, irmão mais novo, fugiu de casa quando Rousseau era ainda muito novo.

Quem foi Jean Jacques Rousseau, poderia se dizer que foi um homem de vida difícil, sem pai, mãe e irmão. Em outras palavras, sem uma família estruturada que lhe desse um suporte nos anos iniciais da sua vida.

A sua educação inicial consistiu em ler a “Vida de Plutarco” e ouvir os sermões calvinistas em jardins públicos. Quando jovem, foi sujeito a castigos corporais nas mãos da filha do pastor, o que levou à sua posterior devoção ao exibicionismo e masoquismo. Durante vários anos da sua juventude, foi estudante de tabelião público e depois aprendiz de gravador.

Em 1728, aos 16 anos, Rousseau deixou Genebra para Annecy no sudeste da França, onde conheceu a baronesa católica francesa Françoise-Louise de Wallance. Posteriormente ela tornou-se amante de Rousseau, mas formou-se como aristocrata e frequentou uma grande escola católica, onde se familiarizou com o latim e o teatro, e também estudou a Filosofia de Aristóteles. Durante este período ganhou dinheiro com o trabalho de secretariado, ensino e música.

Frases clássicas de Rousseau
“O homem nasceu livre, e por toda parte está em guilhões.”
“Não existe perversidade original no coração humano”.
Jean Jacques Rousseau

Quem foi Jean Jacques Rousseau na Política

A sua filosofia política, particularmente, a sua formulação de contratualismo interpessoal (ou contratualismo), teve uma forte influência na Revolução Francesa e levou ao aperfeiçoamento de teorias liberais, socialistas e conservadoras. As suas opiniões sobre filosofia e religião educacionais foram importantes, embora controversas.

Quem foi Jean Jacques Rousseau — foi um contratualista que se opôs a Hobbes. Enquanto Hobbes dizia que o homem é mal por natureza, ou seja, já nasce mal. “O homem é o lobo do próprio homem”. Rousseau afirmava que o homem nasce bom e a sociedade o corrompe. Frases clássicas de Rousseau:

A filosofia de Rousseau é largamente defendida e disseminada nas sociedades contemporâneas. Principalmente, pelos políticos de esquerda, a criança nasce boa e o meio em que ela vive o corrompe. Sendo assim, o criminoso é apenas uma vítima da sociedade.

Quem foi Jean Jacques Rousseau na Literatura

Quem foi Jean Jacques Rousseau. Um escritor nato, em 1762, publicou dois importantes livros no mês de abril (Du Contrat Social, Principes du droit politique — O Contrato Social, Princípios do Direito Político) e no mês de março publicou (Émile, ou Em Éducation — Emile, ou Sobre a Educação). A publicação foi uma crítica à religião sendo proibida em Genebra e na França, forçando Rousseau a fugir.

Ele pôde desfrutar por um momento do patrocínio do Rei Friedrich o Grande da Prússia e do seu representante, o Duque de Keith. No entanto, quando a sua casa em Motiers foi apedrejada em 1765, procurou refúgio em Inglaterra com o filósofo David Hume, mas rapidamente começou a deparar-se com ilusões de conspiração contra ele relativamente aos Outros e a Hume.

Em 1767 regressou para a França usando um nome falso. No ano seguinte, contraiu um casamento legalmente inválido com a sua amante Teresa, e em 1770 foi finalmente autorizado a regressar a Paris.

 Embora as circunstâncias no seu regresso o tenham impedido de publicar alguns dos seus livros, Rousseau terminou de escrever as suas Confissões e começou a ler em privado em 1771.

Foi comprado pela polícia, tal como The Confessions foi parcialmente publicado em 1782, quatro anos após a sua morte (todos os seus trabalhos subsequentes foram publicados postumamente).

Nos seus últimos anos, viveu principalmente como um recluso consciente, mas continuou a escrever Reflexões sobre a Política Polaca (Rousseau: juge de Jean Jacques — Rousseau: Juiz de Jean Jacques) e (Les Rêveries du promeneur solitaire —  Devaneios do Caminhante Solitário), sustentando-se duplicando músicas., e apoiou-se a si próprio reproduzindo as suas canções.

Rousseau morreu no dia 2 de Julho de 1778, após sangrar durante uma caminhada matinal na residência do Marquês de Girardin em Hermnonville, perto de Paris; 16 anos mais tarde, os seus restos mortais foram transferidos para o Panteão em Paris, próximo do seu amigo Voltaire.

Frases clássicas de Rousseau
“O homem social está constantemente fora de si mesmo.”
“O homem é bom por natureza, amante da justiça e da obra.”
Jean Jacques Rousseau

Considerações Finais

Pode-se definir quem foi Jean Jacques Rousseau em alguns pontos:

Foi um homem desprovido dos cuidados familiar, haja vista, ter perdido os pais quando era ainda pequeno. Entretanto, tornou-se um grande pensador e produtor de conteúdos filosóficos.

Acreditava e defendia que a civilização não é uma coisa boa, nem sequer uma coisa neutra, é efetivamente uma coisa ruim.

Exaltava os sentimentos e os elevavam acima da razão. Em outras palavras, o sentimento deve substituir a razão como uma espécie de guia na nossa vida e no julgamento. Por isso, devemos exigir que tudo em nossas vidas, quer privadas, quer públicas, atenda as exigências, não da razão, e sim dos sentimentos e dos instintos naturais.

Entendia que a sociedade é um ser coletivo com uma vontade própria, e o coletivo sobrepõe e suprime as vontades individuais, O cidadão deve subordinar inteiramente a essa vontade geral. Para ele o individuo não tem direito algum de se desviar da vontade geral, assim seu conceito de democracia é literalmente a supressão da liberdade pessoal.

Em suma, quem foi Jean Jacques Rousseau? Um pensador que desvirtuou o Ocidente ao seguir cegamente sua Filosofia. Vivemos num mundo violento e de difícil solução, pois, a discriminação do crime e a bandidolatria oriunda deste homem, cuja Filosofia não somente norteou o pensamento moderno, mas também desconfigurou e corrompeu a sociedade; vitimiza o criminoso e penaliza a vítima.

Conheça também: Quem foi René Descartes

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Ver todos os comentários
error: O conteúdo está protegido

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies para melhorar sua experiência de navegação.
0
Sua opinião é importante, comente!x