Quem foi Émile Durkheim

Quem foi Émile Durkheim

Émile Durkheim nasceu na cidade de Epinal, na França, numa longa linhagem de judeus franceses devotos. O seu bisavô, avô e pai eram quase todos rabinos. Começou a sua educação numa faculdade rabínica, mas logo decidiu não seguir os passos da sua família e se transferiu, preferindo estudar religião numa perspectiva agnóstica em vez de ser doutrinado. Durkheim mudou-se para a École Normale Superieure (ENS) em 1879.

Muito cedo na sua carreira, Durkheim começou a considerar as formas sistemáticas da sociedade, o que sugeriu o primeiro de muitos confrontos com a estrutura acadêmica francesa, que nessa altura não tinha nenhum currículo em ciências sociais. Durkheim considerou os estudos humanistas desinteressantes e deslocou o seu interesse da filosofia e da psicologia para a integridade e, por extensão, da sociologia, graduando-se no departamento de filosofia em 1882.

Quem foi Émile Durkheim, foi um judeu penalizado pelas suas opiniões, cujo resultado impediram-no de obter um estatuto acadêmico sério em Paris, e de 1882 a 1887 formou-se para obter mais conhecimentos sociais em várias escolas locais; em 1885 permaneceu na Alemanha, onde estudou sociologia durante duas épocas. Durante a sua estadia na Alemanha, Durkheim publicou vários artigos sobre filosofia social e ciência alemã.

Frase Clássica
“Nosso egoísmo reflete, na maioria das vezes, como produto da sociedade.”
Émile Durkheim

Quem foi Émile Durkheim — Contribuição para Reforma Universitária

Isto foi decisivo para a mudança dos tempos e para o crescente reconhecimento e importância das ciências sociais. Foi a partir daqui que Durkheim contribuiu para a reforma do sistema universitário francês, anunciando a inclusão da análise das ciências sociais no seu currículo. Além disso, em 1887, Durkheim se casou com Louise Dreyfus, com a qual teve mais tarde dois filhos.

Quem foi Émile Durkheim — Em 1893, Durkheim publicou o seu primeiro grande trabalho, A Divisão do Trabalho na Sociedade, que introduziu a ideia de “anomia”. Por outras palavras, descreveria o impacto das normas sociais nas pessoas numa dada cultura.

Em 1895, publicou Um Guia do Método Sociológico, um manifesto descrevendo o que é a sociologia e como deve ser completa, que se tornou a sua segunda grande obra. As obras deste intelectual mostram quem foi Émile Durkheim. Em 1897, a sua terceira grande obra, suicídio, foi publicado por ele.

Nos Estudos Sociológicos, tomou como estudo de caso a diferença entre as taxas de suicídio católico e protestante e argumentou que um forte comando interpessoal católico reduziria a taxa de suicídio.

Em 1902, Durkheim era estagiário na Sorbonne, alcançando finalmente o seu objetivo de alcançar uma posição proeminente em Paris. Ele também serviu como consultor do Ministério da Educação, e em 1912 foi publicado o seu último grande trabalho, Elementary Forms of Religious Life, um manual que analisa a religião como um fenômeno interpessoal.

O que são fatos sociais?

Para entender melhor quem foi Émile Durkheim, é preciso voltar as lentes para os fatos sociais, um conceito deste grande sociólogo que se refere aos hábitos e formas de agir e pensar que determinam o comportamento dos indivíduos na sociedade.

Conforme este teórico, os fatos sociais são expressos em regras, valores e normas sociais que fazem com que as pessoas se comportem segundo os padrões culturais. O comportamento na sociedade que se desvia destes padrões é visto como desadaptado e pode ser punido.

Os fatos sociais são externos ao indivíduo porque fazem parte da consciência coletiva e já estão estabelecidos antes do nascimento.

Confira às três características dos fatos sociais conforme o entendimento de Durkheim:
Para que um hábito ou comportamento seja considerado um facto social, deve ter três características.
Generalidade: Um facto social expresso em regras ou valores deve aplicar-se a todas ou à maioria das pessoas de uma sociedade.
Externalidade: os fatos sociais estão fora da consciência do indivíduo, não dependem da sua vontade e precedem-no.
Coerção: os fatos sociais exercem poder sobre os indivíduos e aqueles que não obedecem às normas impostas pela sociedade podem ser punidos.

Quem foi Émile Durkheim na Educação

A educação implica que os adultos são responsáveis pelo ensino e educação das crianças conforme os valores e costumes da sociedade.

Isto significa que as crianças vão à escola não só para aprender o conteúdo das disciplinas, mas também para compreender as normas sociais e como se devem comportar na sociedade.

Por outras palavras, quem foi Émile Durkheim, ensinou as pessoas a viver em grupo e a comportar-se de acordo com padrões culturais e éticos estabelecidos. Estas normas guiam o comportamento das pessoas.

As escolas também ajudam as pessoas a compreender melhor o mundo, elas próprias como uma sociedade e os seus antecedentes.

Frase Clássica
“A sociedade está acima do indivíduo, e os fatos sociais atuam como uma imposição do comportamento individual.”
Émile Durkheim

Émile Durkheim resumo

Émile Durkheim acreditava que a sociedade exerce forças poderosas sobre os indivíduos. Conforme ele, as normas, crenças e valores das pessoas constituem numa consciência coletiva, uma forma partilhada de compreensão e de atuação no mundo.

A consciência coletiva unifica os indivíduos e cria a integração social. Quem foi Émile Durkheim? Um homem preocupado com a unificação social.

Durkheim viu o aumento da densidade populacional como um fator importante na emergência da modernidade. À medida que o número de pessoas aumenta, as interações aumentam e a sociedade torna-se mais complexa.

À medida que as atividades econômicas com vizinhos distantes e comerciantes aumentam, os laços tradicionais como a família, a religião e a solidariedade moral, que anteriormente asseguravam a integração social, começam a afrouxar. Ele temia que a modernidade fosse um prenúncio de desintegração social.

As sociedades mais simples baseiam-se na solidariedade mecânica, onde pessoas com ego suficiente estão ligadas aos outros por laços pessoais e tradições próximas. As sociedades modernas são construídas sobre solidariedade orgânica, ligadas pela dependência dos outros — a divisão do trabalho.

A sociedade moderna pode minar os laços tradicionais de solidariedade mecânica, mas está a substituí-los pelos laços de solidariedade orgânica.

Durkheim apresentou uma teoria da função da religião nas sociedades indígenas e modernas e descreveu os fenômenos da ignição e consciência coletiva.

Durkheim é chamado um funcionalista estrutural porque a sua teoria se centra na função de certas instituições (por exemplo, a religião) na manutenção da solidariedade social e da estrutura social.

Veja também: Quem foi René Descartes

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Ver todos os comentários
error: O conteúdo está protegido

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies para melhorar sua experiência de navegação.
0
Sua opinião é importante, comente!x