Pecado e Iniquidade qual a diferença

Pecado e Iniquidade qual a diferença? As traduções da Bíblia na Língua Portuguesa não esclarecem o real significado. Por isto, analisaremos estas palavras na sua origem, ou seja, no idioma Hebraico. Observam-se as distinções entre elas, ambas possuem significados diferentes e bem definidos, ampliando o entendimento na interpretação dos textos nas quais elas aparecem.

Distinção entre Pecado e Iniquidade

Veja no Salmo 51 como Davi faz distinção entre pecado e iniquidade:

“Lava-me completamente da minha iniquidade e purifica-me do meu pecado”. (Versículo 2)

“Eis que em iniquidade fui formado, e em pecado me concebeu minha mãe”. (Vs 5)

Pecado e Iniquidade

“Esconde a tua face dos meus pecados e apaga todas as minhas iniquidades”. (Vs 9).

Analisaremos primeiro o que é pecado: A primeira definição é o Verbo Chatá חָטָאpecar”, são os verbos que dão ação na frase. A segunda é um substantivo Chattaáh חַטָּאָהpecado”, A terceira é um adjetivo Chattá חַטָּאpecador”. Os adjetivos qualificam os substantivos.

חָטָא verbo pecar

חַטָּאָה substantivo pecado

חַטָּא adjetivo pecador

Pecado Errar o Alvo

O Real significado da palavra pecado é errar o alvo, ou errar o caminho. O Eterno criou o homem imaculado e designado divinamente para um propósito, uma missão e um destino. Assim é o homem de acordo com Gênesis 1. Em Gênesis 3 muda tudo quanto ao seu ser, relação e destino.

A picada satânica da serpente injetou o veneno do pecado na natureza do homem, infestou a humanidade e tornou-se uma ameaça constante da própria existência da humanidade. O fato é que o pecado depara-se com o homem, e o homem, consciente e deliberadamente, une-se ao pecado contra Deus e o Seu Mandamento. Ao mesmo tempo, o pecado penetra e domina o homem, tornando-o escravo do pecado e presa fácil nas garras do Diabo.

Pecado e Iniquidade

Sempre que, alguém erra o caminho acaba num lugar indesejado. Não se pode dizer que o homem deseje tal condição e fenômeno. Embora, ele fica intrigado e assustado com tal possibilidade, no entanto, ele permanece imutável, como se fosse comandado por uma força incontrolável em direção a um destino desconhecido e desastroso. O homem é uma criação do Eterno e rebelado contra o seu Criador, preso no abismo do pecado e destruição.

INIQUIDADE — O substantivo hebraico que define a palavra iniquidade é עָון Awon. Enquanto o pecado é errar o caminho, a iniquidade é sentir-se confortável nele. Ou seja, a iniquidade é aquele pecado que não produz mais sentimentos de culpa, a pessoa peca deliberadamente e eleva-se ao mais perigoso e escorregadio de todos os caminhos.

O que leva o homem a arrepender-se de seus pecados são o reconhecimento de que pecou. Mas, quando não há sentimento de culpa, também, não há consciência da necessidade do perdão. Por isso, este é um pecado grave que pode levar o homem para a perdição.

Alguns exemplos de iniquidade: A compra de CDs e outros produtos piratas, sempre com a desculpa de que os originais são muito caros. O suborno nas auto-escolas na hora de tirar a carta. A palavra “suborno” é substituída pela palavra “contratar a carta”, a fim de aliviar o suborno.

O problema não está no fato de alguém ter praticado este tipo de delito ou crime. O problema repousa no fato da pessoa pensar que tais práticas são normais e não pedir perdão, é exatamente aí que o pecado de iniquidade aparece. Errar o caminho e sentir-se confortável nele é muito perigoso. A pergunta é: se o relato acima é crime, pode um cristão cometer crimes? Jesus cometeria tais crimes? A resposta é enfaticamente não.

Outra reflexão importante acerca da palavra iniquidade é que ela representa uma ação rotineira. Por exemplo: quando o rei Davi fala sobre iniquidade no Salmo 51, e esta não produz sentimento de culpa. Então, deixa transparecer que ele havia observado Bate Seba tomar banho outras vezes. É fato que brincar com o pecado é muito perigoso, basta olhar o que aconteceu com a família de Davi e as consequências do seu pecado de iniquidade.

Pecado e Iniquidade

Lúcifer, rei de Tiro, rei da Babilônia

Youtube

ADILSON CARDOSO

Adilson Cardoso: Teólogo, Filósofo — Professor de Filosofia, Teologia, Hebraico e Grego.

Este post tem 2 comentários

  1. Mário Lima

    Bom dia gostaria do curso vc pode fornecer se sim ? Qual o valor ok

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.