A letra mata

A letra mata? Paulo – Análise e Interpretação

A Letra Mata? Estudar a Palavra de Deus mata? Este é o artigo mais importante aqui do Site. Ler – Entender – Refletir – Opinar. A pérola que deve ser encontrada. Se alguém pensa que Estudar Teologia vai morrer espiritualmente, então, as demais lições aqui expostas não farão nenhum sentido. Por isto, é extremamente relevante atentar para cada detalhe ou palavra aqui apresentada.

Vamos abordar o tema “a letra mata” numa perspectiva teológica. Para isto, usaremos uma sequência de artigos. A Bíblia será nossa ferramenta principal de estudo. Esta falsa ideia de que a letra mata surgiu com o senso comum ou conhecimento popular. O objetivo é romper e escapar das amarras de alienação e viver acima da mediocridade.

O que Deus pensa sobre isto? Será que o Eterno ensina que a letra mata? Quais são as consequências do afastamento da Teologia? Qual o impacto direto e indireto na Igreja e nas famílias? Convido-te a fazermos uma longa jornada e buscarmos respostas para estas e outras indagações que surgirão, com certeza, no decorrer deste valioso estudo.

TEXTO BÍBLICO SOBRE A LETRA MATA

Este pensamento surgiu na Segunda Carta aos Coríntios 3:6, escrita pelo Apóstolo Paulo:

  • “O qual nos fez também capazes de ser ministros de um novo testamento, não da letra, mas do espírito; porque a letra mata e o espírito vivifica “.

Como as demais interpretações falsas, esta também surgiu da fragmentação do texto, ou seja, quando se isola um versículo do contexto dando-lhe sentido desvinculado daquilo que o autor queria dizer. O desprezo pela Teologia, leva à rejeição da hermenêutica e da Exegese, que dão suporte a interpretação correta e responsável da Bíblia.

A Bíblia foi dividida em capítulos e versículos recentemente. Esta divisão teve um lado positivo e outro negativo. Positivo porque facilita, e muito, encontrar rapidamente qualquer parte da Bíblia. Negativo, porque alguns incautos, acharam-se no direito de formularem doutrinas em versículos isolados. Os prejuízos foram maiores que os benefícios.

CONHECENDO PAULO O AUTOR DE A LETRA MATA

A letra mata, o que Paulo quis dizer com isso? Sendo um homem de Deus e escritor de quase a metade do Novo Testamento. Poderia ele recomendar aos seus leitores que não lessem, principalmente, suas cartas? A resposta é não, seria insano alguém escrever e depois orientar para que não leiam seus escritos, porque, “a letra mata”.

Paulo era leitor de livros, veja o pedido que ele fez para Timóteo:

  • “Quando vieres, traze uma capa que deixei em Trôade, em casa de Carpo, e os livros, principalmente os pergaminhos”. 2 Timóteo 4:13 .

Não faz nenhum sentido, alguém pedir para trazer livros se não for para ler. Paulo não era somente um leitor, mas, valorizava os livros e a literatura da época.

Paulo era erudito em judaísmo, estudou na melhor escola da época e teve o melhor professor chamado Gamaliel. Confira seu discurso em Atos 22: 3 :

  • “Quanto a mim, sou judeu, nascido em Tarso da Cilícia, e nesta cidade criado aos pés de Gamaliel, instruído conforme a verdade da lei de nossos pais, zeloso de Deus, como todos vós hoje sois.”

Instrução de Paulo a Timóteo:

  • “E o que de mim, entre muitas testemunhas, ouviste, confia-o a homens fiéis, que são idôneos para também ensinarem os outros”. 2 Tm 2: 2

Paulo, neste texto mostra que era um professor e estava preocupado de que os seus ensinos fossem repassados ​​a outros por extensão, sem jamais interromper o ciclo de aprendizagem. Esta não é a postura de quem acredita que a letra mata.

PAULO ERA ERUDITO EM IDIOMAS

Paulo falava os idiomas da época, e, somente pessoas que se dedicam a estudar línguas podem ser fluentes nas mesmas. Ele falava hebraico, confira em Atos 22:1

  • (E, quando ouviram falar-lhes em língua hebraica, maior silêncio guardaram).

Ele era hebreu. Quando tinha seis anos, seus foram vendidos como escravos, e então comprados por uma família romana rica que vivia em Tarso na antiga Turquia. Por isso, é também internacionalmente romana. O patrão o educou em Tarso, que era na época como uma das melhores universidades. Ele aprendeu filosofia, dialética, jurisprudência e grego que era a língua internacional daquela época.

PAULO ERA ERUDITO EM JUDAÍSMO E CRISTIANISMO

Atos 17: 1-3

  • 1 – E PASSANDO por Anfípolis e Apolônia, chegaram a Tessalônica, onde existe uma sinagoga de judeus.
  • 2 – E Paulo, como tinha por costume, foi ter com eles, e por três sábados disputou com eles sobre as Escrituras,
  • 3 – Expondo e demonstrando que convinha que Cristo padecesse e ressuscitasse dentre os mortos. E este Jesus, que vos anuncio, dizia ele, é o Cristo.

Somente alguém preparado, possuidor de grande conhecimento poderia disputar durante três sábados numa sinagoga.

É interessante notar que, ele disputava também todos os dias:

  • De sorte que disputava na sinagoga com os judeus e religiosos, e todos os dias na praça com os que se apresentaram. Atos 17:17

Aqui Paulo mostra toda sua erudição. Caro amigo leitor! Atenas era o berço da Filosofia. E como as praças que também são chamadas “Ágora”, serviam de palco para discussões dos problemas da Polis “cidade”. Lá estava Paulo debatendo todos os dias com quem se apresentava. Será que alguém pode afirmar que Paulo diria que a Letra Mata?

PAULO ERA ERUDITO EM FILOSOFIA 

A letra mata? Como, então, ele tinha tanto conhecimento de Filosofia?

  • “E alguns dos filósofos epicureus e estóicos contendiam com ele; E uns diziam: Que quer dizer este paroleiro? E outros: Parece que é pregador de deuses estranhos; Porque lhes anunciava Jesus e a ressurreição”. Atos 17:18: 18

Filósofos de duas escolas de Filosofia muito influentes na época “Estoicos e Epicureus”, também contendiam com Paulo. Ah! Meus amigos, parece que Paulo se sentia muito a vontade em qualquer ambiente. Principalmente, no meio dos intelectuais. Você pode imaginar se o cristianismo tivesse começado com a ideia de que a letra mata?

Agora que já conhecemos um pouco da biografia de Paulo. Espera se uma postura reflexiva sobre seu pensamento. Analisaremos vários textos da Bíblia, a começar pelo livro em questão. A segunda Carta escrita a Igreja de Corínto. Faremos uma análise versículo por versículo do capítulo 3, para extrair as pérolas lá escondidas. 

Para entender o capítulo 3, é necessário ver o último versículo do capítulo

2: 17:

  • “Porque nós não somos como muitos, falsificadores da palavra de Deus, antes falamos de Cristo com sinceridade, como de Deus na presença de Deus”. 2Co 2:17

Paulo faz uma alerta contra os falsificadores da Palavra de Deus. Ao término do exame, a seguir, verificaremos se não somos um destes falsificadores.

A LETRA MATA, CAPÍTULO 3 

  • 1 – PORVENTURA começamos outra vez a louvar-nos a nós mesmos? Ou necessitamos, como alguns, de cartas de recomendação para vós, ou de recomendação de vós?
  • 2 — Vós sois a nossa carta, escrita em nossos corações, conhecida e lida por todos os homens.
  • 3 — Porque já é manifesto que vós sois a carta de Cristo, ministrada por nós, e escrita, não com tinta, mas com o Espírito do Deus vivo não em tábuas de pedra, mas nas tábuas de carne do coração.

Nos versículos acima ele aponta a legitimidade do ministério de alguém. O valor do obreiro não repousa na sua credencial, ou na sua carteirinha de membro. Mas, naquilo que ele é. De nada adianta carregar títulos eclesiásticos e ser falsificador da Palavra ou pregador de heresias.

  • 4 — E é por Cristo que temos tal confiança em Deus;
  • 5 — Não que sejamos capazes, por nós, de pensar alguma coisa, como de nós mesmos; Mas a nossa capacidade vem de Deus,
  • 6 — O qual nos fez também capazes de ser ministros de um novo testamento, não da letra, mas do espírito; Porque a letra mata e espírito vivifica.

A partir daqui, o pensamento de Paulo começa a clarear nosso entendimento. No versículo 3 ele fala: “não em tábuas de pedra”, isto é, a letra escrita na pedra, AT. E no versículo 6 ele nos orienta que somos ministros ou pregadores (grifo nosso) de um Novo Testamento. Ou seja, somos pregadores do NT e não do AT.

Precisamos entender que o AT foi cancelado. Nota: Foi cancelado, mas não invalidado, continua sendo Palavra de Deus com o mesmo valor do NT, no entanto, devemos seguir o modelo de Jesus no NT. Lá a letra mata, aqui temos vida. 

  • 7 — E, se o ministério da morte gravado com letras em pedras, veio em glória, da maneira que os filhos de Israel não podiam fitar os olhos na face de Moisés, por causa da glória do seu rosto, a qual era transitória,
  • 8 — Como não é de maior glória o ministério do Espírito?
  • 9 — Porque, se o ministério da condenação foi glorioso, muito mais excederá em glória o ministério da justiça.
  • 10 — Porque também o que foi glorificado nesta parte não foi glorificado, por causa desta excelente glória.
  • 11 — Porque, se o que era transitório foi para a glória, muito mais é em glória o que permanece.
  • 12 — Tendo, pois, tal esperança, usamos de muita ousadia no falar.

Observe atentamente o jogo de palavras traçando um paralelo entre o “ministério da morte” AT e o “ministério do Espírito”, “condenação & justiça”. Vejam também como as palavras fortes destacam-se no texto: “letras de pedras”, “transitório”, “filhos de Israel”, “rosto de Moisés”. Está claro que Paulo está fazendo uma comparação entre o AT e o NT.

  • 13 — E não somos como Moisés, que punha um véu sobre a sua cara, para que os filhos de Israel não olhassem firmemente para o fim daquilo que era transitório.
  • 14 — Mas os seus sentidos foram endurecidos; Porque até hoje, o mesmo véu está por se levantar na lição do velho testamento, o qual foi por Cristo abolido
  • 15 — E até hoje, quando é lido Moisés, o véu está posto sobre o coração deles.

O texto acima fala por si mesmo, só não entende quem não quer. Aliás, quem acredita que a letra mata não fará o menor esforço para estudar e entender. Este não é o seu caso, amigo leitor. Se você chegou até aqui, é porque gosta de estudar e se preocupa em aprender, parabéns e continue assim.

Veja acima as palavras “fim”, “abolido” indica que o AT, e “A letra mata” são a mesma coisa. A letra mata é a Lei “olho por olho dente por dente”.

O versículo 15 mostra que até hoje ainda tem pessoas ou religiões presas ao AT “o véu está posto sobre o seu coração”.

  • 16 — Mas, quando se converterem ao Senhor, então o véu se tirará.

Este versículo aponta para um momento de conversão para aqueles que ainda estão com o véu. Estão cegos e presos ao AT.

  • 17 — Ora, o Senhor é Espírito; e onde está o Espírito do Senhor, aí há liberdade.
  • 18 — Mas todos nós, com o rosto descoberto, refletindo como um espelho na glória do Senhor, somos transformados de glória em glória na mesma imagem, como pelo Espírito do Senhor.

Terminamos aqui uma primeira abordagem sobre o Tema a letra mata?

A LETRA MATA

Letra (Lei)

Antigo Testamento

Ministério da morte

Ministério da condenação

Letras de Pedras – Transitório Moisés

Véu posto

Abolido

 

ESPÍRITO VIVIFICA

Novo Testamento

Ministério do Espírito

Ministério da Justiça

Rosto descoberto

Glorioso – Jesus

Mais ousadia

Se por um lado a Letra mata, por outro, Cristo vivifica. No AT a letra mata, no NT Cristo nos dá a vida. Se o senso comum acredita que a letra mata, então, chegou a hora de romper com este pensamento.

Adilson CardosoProfessor Adilson Cardoso, Teólogo, Filósofo – Professor de Filosofia, Teologia, Hebraico e Grego.

Você ainda acredita que a letra mata? Este artigo não foi suficiente para te convencer, então, leia os próximos. Clica nos links abaixo:

Salomão – A letra mata? – Análise e Interpretação

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo está protegido

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Consulte nossa página de Política de Privacidade