Depois do divórcio — O que fazer?

Depois do divórcio — O que fazer? Se você chegou até este Artigo, caro amigo leitor! Entende-se que você está vivenciando este momento de dor, então, você está no lugar certo. Quase todos os divorciados ficam sem rumo após a separação, principalmente, quando ele chega inesperadamente.

Nos próximos parágrafos deste tratado você encontrará suporte para encontrar um rumo, traçar novas rotas e mudar o caminho. Leia com atenção e seja feliz.

A primeira reflexão sobre o divórcio recai sobre o dizer não ao divórcio, ou seja, melhor seria se ele não acontecesse, no entanto, em muitos casos ele é inevitável. Quando o relacionamento fica insustentável, brigas, agressões físicas e verbais, negligencias, irresponsabilidades, traições, vícios, etc. Torna-se impossível a manutenção e sustentação deste casamento. Sendo assim, é melhor separar-se, antes que as coisas se agravem.

Depois do divórcio

Depois do divórcio fica o vazio, a pessoa fragilizada pela dor perde a capacidade de raciocínio e a possibilidade de recuperação.

A segunda reflexão é que a pessoa tem um problema sem saber qual é a real gravidade deste problema. O ápice da questão central decorre de uma vaga compreensão dos problemas enfrentados pelos divorciados.

Depois do divórcio, a depressão quase sempre acompanha a separação. Tristeza, raiva, decepção, medo, dor, abandono, ressentimento, amargura, rejeição, vergonha, humilhação, constrangimento, preocupação, etc.? A pessoa fica impotente para saber quanto tempo leva para esquecer este evento doloroso?

A psicoterapia individual tenta tratar o vago problema da “depressão”. Os grupos de apoio ao divórcio tentam abordar a questão não específica do “sofrimento emocional”. Os proponentes do método de lapso de tempo lidam com a ambiguidade de “não há tempo suficiente” especificando “deixe mais tempo passar”. Entretanto, o tempo passa e a dor permanece.

Depois do divórcio — Roteiro de Recuperação

Siga as 10 etapas do roteiro de recuperação. Cada etapa é projetada para identificar e abordar um problema central exclusivo na transição do divórcio que ameaça sua recuperação. Abaixo está uma breve descrição de cada uma das 10 etapas para seguir depois do divórcio.

Não crie barreiras

Primeiro: Não crie barreiras ou resistências para a mudança. Desapegue do seu passado e olhe para a frente, lembre-se que a dor e a tristeza estão no passado, então, levante seu olhar e contemple novos horizontes. As coisas ruins não precisam ficar do jeito que estão, pois, a vida é como uma roda gigante, ora está em cima e ora embaixo. A roda gira e quem está embaixo, com certeza, irá para cima.

Não ouça músicas antigas

Segundo: não ouça músicas antigas que relembrem o namoro, noivado e casamento. As mesmas músicas que te emocionaram e alegraram o coração, vão te entristecer e amargurar a alma. Ouça canções alegres, espirituais e falam de Deus.

Corte todos os laços

Terceiro: corte todos os laços que te une ao seu ex. Você está entrando em uma nova e excitante fase em sua vida. Agora é a hora de fazer um balanço de como você está reagindo à sua vida atual após o divórcio e começar a separar sua vida passada do presente.

Depois do divórcio — Reconheça o trauma

Quarto: reconheça o trauma causado. O divórcio é um evento traumático em sua vida. Você deve identificar o local da lesão e tratá-lo para evitar que isso o afete pelo resto de sua vida. Se for necessário consulte um psicólogo.

Elimine os efeitos do medo.

Quinto: elimine os efeitos do medo. O medo do futuro desconhecido nos mantém presos ao passado. Você deve reduzir esse medo e abraçar seu futuro com esperança e felicidade. Não deixa o medo te paralisar, concentre-se no seu potencial e seja resiliente.

Remova os efeitos da perda

Sexto: remova os efeitos da perda. Todas as transições da vida, desejadas ou não, resultam em alguma perda. O divórcio não é exceção. No entanto, quase todo mundo pensa que temos mais a perder do que realmente perdemos. Se você não perdeu, não se preocupe. Todavia, você é capaz e pode recomeçar e reconquistar tudo que perdeu.

Prepare-se para um novo relacionamento

Nono: prepare-se para um novo relacionamento. Um relacionamento bem-sucedido exige que você consiga o que precisa. Se você quer que seu próximo relacionamento seja bem-sucedido, você precisa envolver sua mente e seu coração. Nesse estágio, você pega o que aprendeu com o processo de divórcio e visualiza uma nova vida plena e significativa.

Depois do divórcio — Reajuste sua vida

Décimo: reajuste sua vida para criar um novo você. O divórcio te oferece uma oportunidade sem precedentes de redefinir a si mesmo e como deseja viver o próximo capítulo de sua vida da maneira mais pessoalmente significativa possível. Seu desafio é aproveitar esta oportunidade e começar do zero.

Depois do divórcio

Cuide da sua vida espiritual!

Depois do divórcio, a sua vida espiritual merece atenção especial. Aproxime se de Deus, fale com Ele em oração. Conta para Ele suas dores, suas angústias e medos. Se o seu espírito estiver bem cuidado e forte, nenhum obstaculo será grande demais para ser vencido.

Deus está pronto para te ouvir, te orientar e te conduzir pelo caminho mais seguro e feliz. Evite falar seus problemas para quem não te entende, inclusive, certos religiosos que estarão prontos para julgar e condenar. Vá direto à fonte, fale diretamente com Deus, Ele te entende, Ele te ama, Ele irá te ajudar.

Youtube

As 7 igrejas do Apocalipse

ADILSON CARDOSO

Adilson Cardoso: Teólogo, Filósofo — Professor de Filosofia, Teologia, Hebraico e Grego.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.