MASSADA – Uma Fortaleza insegura

MASSADA – Uma Fortaleza insegura

Massada, uma fortaleza quase impenetrável. Lugar para qualquer humano morar e se sentir seguro. Todavia, este local é testemunha dos horrores que ocorreram lá. Também, ainda hoje se pode contemplar e refletir neste monte a crueldade de uns, e a fragilidade de outros.

E a certeza de que não existe lugar seguro aqui nesta terra. Os breves momentos de calmaria podem rapidamente se transformar em tormenta.  

Massada, fortaleza localizada no deserto da Judéia em Israel. Em forma de losango 300 por 600 metros, a três quilômetros da margem ocidental do Mar Morto.

Construída por Herodes, o grande, no ano 40 a.C. Após sua morte, massada foi dominada pelos zelotes (grupo de judeus religiosos extremamente zelosos). Lá eles permaneceram por três anos, e não desejavam se curvar ante o Império Romano.

MASSADA – Uma Fortaleza insegura

Contando homens, mulheres e crianças, eles somavam 963 pessoas no total. Sendo mal vistos e rejeitados pelos romanos.

Flávio Silva, que era um dos oficiais do general Tito, da décima legião, cercou a fortaleza no ano 72 d.C., impedindo a entrada e saída de qualquer pessoa. No entanto, encontraram resistência dos seus ocupantes que jogavam pedras, óleo fervente e flechas, nos soldados romanos.

Depois de muitos meses, Flávio Silva resolveu fazer uma rampa para subir as máquinas de guerra rumo a fortaleza de massada. A obra iniciada com a força de trabalho dos próprios romanos não prosperou. O óleo fervente, pedras e as flechas atiradas pelos judeus atingiam diretamente os trabalhadores de Roma.

Para continuar a construção, Flávio Silva covardemente usou os escravos judeus aprisionados por Roma. Quando os moradores de massada viram que a obra continuava, e que agora, era construída pelos seus compatriotas, não usaram mais suas armas de defesa. Preferiram deixar o inimigo subir, do que matar seus próprios irmãos. Elazar Ben Yair, líder dos zelotes, disse:

Meus irmãos, só nos curvaremos diante de Deus, o Todo Poderoso, jamais nos renderemos aos romanos. Preferimos a morte do que sermos dominados pelos inimigos.
Elazar Ben Yair

Eles sabiam que os romanos tinham a prática de escravizar os dominados e estuprar suas mulheres e filhas. Isto era impensável e inaceitável por aqueles judeus zelotes.

massada

Antes que fosse aberta uma brecha nas muralhas, dez dos seus homens guerreiros foram escolhidos pelo líder Elazar Ben Yair, para matar todos seus familiares e seus irmãos. Dos dez que sobraram, um deveria matar os nove restantes, e o último suicida-se.

Antes de colocar o plano em prática, colocaram fogo em tudo para provar que preferiram a morte do que ser escravos. Deixaram intactas a água e a comida, numa demonstração de heroísmo, e para provar que não morreram de fome ou sede.

Uma mulher e duas crianças esconderam-se para escapar da morte, testemunhou e relatou o ocorrido. Isto aconteceu no dia 15 do mês dia Nisan (abril) do ano 73 d.C.

Considerações Finais sobre Massada

Massada hoje é um lugar turístico, indo a Israel não deixe de visitá-la.

O exército de Israel treina seus soldados neste monte para fortalecer o físico, o psicológico e estimular a bravura.

Quando lançamos nosso olhar sobre este episódio, logo lembramos do Salmo 127.

Lugar seguro é somente junto ao Deus Eterno. Herodes construiu está fortaleza e hoje ele é lembrado apenas na história. Contudo, o Eterno é o Autor e condutor desta mesma história.

Às vezes, o julgamento do homem é severo, injusto e longe da realidade vivida pelo outro. Matar é pecado, suicidar-se também. Eis aí o dilema, o que você faria diante de tal situação?

Quer Aprender Hebraico Grátis? Junte-se a nós no YouTube!

Playlist com todas as aulas

Se você gostou deste Artigo, deixa um comentário e compartilhe. Assim ele alcançará mais pessoas. Obrigado! Se você não encontrou o que queria, pesquise abaixo.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Ver todos os comentários
error: O conteúdo está protegido

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies para melhorar sua experiência de navegação.
0
Sua opinião é importante, comente!x