Salmo 141 – Bíblia Almeida Revista e Corrigida

Salmo 141 - Bíblia Almeida Revista e Corrigida
Salmo 141

Salmo 141 (ARC)

O salmista ora para que seja preservado no meio da tentação

1 SENHOR, a ti clamo! Escuta-me! Inclina os teus ouvidos à minha voz, quando a ti clamar.

Salmo 141

2 Suba a minha oração perante a tua face como incenso, e seja o levantar das minhas mãos como o sacrifício da tarde.

3 Põe, ó SENHOR, uma guarda à minha boca; guarda a porta dos meus lábios.

4 Não inclines o meu coração para o mal, nem para se ocupar de coisas más com aqueles que praticam a iniqüidade; e não coma eu das suas delícias.

5 Fira-me o justo, será isso uma benignidade; e repreenda-me, será um excelente óleo, que a minha cabeça não rejeitará; porque continuarei a orar a despeito das maldades deles.

6 Quando os seus juízes forem arremessados da rocha, ouvirão as minhas palavras, pois são agradáveis.

7 Como quando alguém lavra e sulca a terra, são os nossos ossos espalhados à boca da sepultura.

8 Mas os meus olhos te contemplam, ó Deus, SENHOR; em ti confio; não desampares a minha alma.

9 Guarda-me dos laços que me armaram; e dos laços corrediços dos que praticam a iniqüidade.

10 Caiam os ímpios nas suas próprias redes, até que eu tenha escapado inteiramente.

 

Seja um Semeador da Palavra de Deus neste mundo de trevas. O homem está perdido no seu mundo vazio e sem sentido. A Palavra de Deus é lâmpada para iluminar o caminho.



Salmo 141 - Bíblia Almeida Revista e Corrigida
Videoaulas no Canal

Use os botões de compartilhamento, também, avalie com 5 Estrelas para que este Salmo ganhe relevância e o Google indica para mais pessoas.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!
Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.
%d blogueiros gostam disto: