Noé pregou para salvar?

Noé pregou para salvar? Ele falou para o povo entrar na Arca e eles recusaram? Zombaram de Noé e o chamaram de louco? Rejeitaram a pregação de Noé porque não acreditaram que ia chover? Existe base bíblica para acreditar que nunca chovera até o Dilúvio?

Desde que eu era criança e faz tempo que deixei de ser, ouço as afirmações citadas no relato acima. Assim, elas aparecem nas pregações, livros, revistas, nas músicas, nas histórias infantis, etc. Mas, isto reflete a realidade? A Bíblia relata tais afirmações para formular estas supostas “verdades” sem sombra de dúvidas?

Noé pregou para salvar

Portanto, convido-te a percorrer comigo os caminhos de Noé, fazer um passeio pela Bíblia em busca da veracidade dos fatos. Pois, foi para isto que criei este Site, “LER — COMPREENDER — REFLETIR — OPINAR”, e nos faz romper com o senso comum. Acreditar em algo só porque ouviu alguém falar, escutou do seu pastor ou professor é fazer coro com a geração (papagaio) que apenas repete o que ouve.

Fidelidade aos Textos Bíblicos

Este artigo não tem a pretensão de apresentar verdades absolutas, pois, elas pertencem somente a Deus. Quando nossas verdades são inquestionáveis, nos tornamos “deuses”. Por isso, caro amigo leitor! Manteremos fiéis aos relatos bíblicos, expondo-os como eles são, pois, agindo assim não haverá margem para especulações ou dúvidas.

Queremos ouvir sua opinião, posteriormente, deixa um comentário abaixo no final desta página. Nosso objetivo é cruzar as informações aqui apresentadas com as suas, assim, construirmos um conhecimento sólido.

De fato, é nosso dever buscar sempre o conhecimento que nos possibilitará errar menos ou acertar mais. Além disso, nunca tenho vergonha de mudar de ideia, é necessário muito cuidado e responsabilidade com a Palavra de Deus. Assim, analisaremos cuidadosamente todos os textos que citam Noé no NT e no AT. Acompanhe-nos nesta jornada.

Noé pregou para salvar no Antigo Testamento?

Ademais, Noé pregou para salvar a humanidade? Primeiro Analisaremos o Antigo Testamento, pois, é lá que tudo começou. Para isso, precisamos compreender primeiro o motivo do Dilúvio, pois, algumas pessoas acusam Deus de ser carrasco e cruel. Afinal, como pode um Deus que é amor aniquilar toda uma geração sem nenhuma piedade?

O MOTIVO DO DILÚVIO

Para entendermos, precisamos reportar ao início da história humana. Conforme as Escrituras, Deus criou o ser humano perfeito, e este decidiu associar-se com Satanás na rebelião contra Deus. Assim, ao afastar-se de Deus, o homem levou consigo a morte operando nele. Deus não tinha nenhuma obrigação de salvar ninguém, mas, por amor, ele colocou em andamento o plano para resgatar novamente o homem caído.

A Promessa Endereçada a Satanás e as Tentativas de Escape

Em Gênesis 3.15, Deus fez uma promessa endereçada diretamente a Satanás: “Da semente da mulher nasceria alguém que esmagaria a cabeça de Satanás”. (Aqui está a chave para entender o Dilúvio). Em seguida, a partir desta promessa, começa uma tentativa desesperada para escapar que a cabeça dele fosse esmagada.

Caim mata Abel

Posto que, sabendo que a semente seria uma ameaça, ele procurou eliminá-la. A primeira tentativa foi fazer Caim matar Abel, assim, pensou ele: matei Abel e este era a semente, agora estou livre. Engano dele, Deus deu outro filho para Eva “Sete”. Sete deu origem a uma nação piedosa e Caim deu origem à outra geração que era do maligno.

Cruzamento dos filhos de Deus com as filhas dos homens

Como Satanás fracassou na primeira tentativa, então, ele partiu para a segunda. Leia em Gênesis 6.2:

“Viram os filhos de Deus que as filhas dos homens eram formosas; e tomaram para si mulheres de todas as que escolheram”.

Gênesis 6:2. ARC

Já que é impossível que os filhos de Deus sejam anjos, então, o mais sensato é crer que “os filhos de Deus” eram da linhagem piedosa de Sete. As “filhas dos homens” eram da linhagem maligna de Caim. Sendo assim, o resultado do cruzamento entre às duas nações foi à corrupção de quase a totalidade dos habitantes da terra. Observem o versículo a seguir:

E viu o Senhor que a maldade do homem se multiplicara sobre à terra e que toda imaginação dos pensamentos de seu coração era só má continuamente”.

Gn 6.5 ARC

Caro amigo leitor, vamos raciocinar juntos: como citado acima, Deus não tinha obrigação de salvar a humanidade. No entanto, Ele decidiu salvar. Mas vejam só, como que o próprio homem usado pelo Diabo estava tentando melar o plano da salvação. O plano satânico implicava em corromper toda humanidade, assim, Deus seria forçado a destruir todos. Destruindo todos a “semente” também seria destruída. Você pode imaginar se isto tivesse acontecido?

Isto despertou a ira de Deus. Quando Ele olhou viu somente Noé e sua família que eram justos, Deus decidiu acabar com todos. Você já imaginou se Noé também tivesse se corrompido? O que seria de nós? Deus não foi injusto nem cruel, o homem foi à causa do Dilúvio, ele forçou Deus a acabar com a humanidade.

Corrupção da Raça Humana — Noé pregou para salvar?

Noé pregou para salvar a humanidade? A resposta é não. Acompanhe no Livro de Gênesis o que se segue a partir daqui:

“E disse o Senhor: Destruirei, de sobre a face da terra, o homem que criei, desde o homem até ao animal, até ao réptil e até a ave dos céus; porque me arrependo de os haver feito”. Gn. 6:7 ARC

“E viu Deus a terra, e eis que estava corrompida; porque toda carne havia corrompido o seu caminho sobre à terra”. Gn 6.12

“Então disse Deus a Noé. O fim de toda carne é vindo perante a minha face; porque a terra está cheia de violência; e eis que o desfarei com a terra”. Gn 6.13 ARC

Faze para ti uma arca de madeira…” Gn 6.14

Faze para ti

Preste atenção no versículo acima “faze para ti”, não é mencionado que alguém mais entraria na arca.

“Porque eis que eu trago um dilúvio de águas sobre à terra, para desfazer toda carne em que há espírito de vida debaixo dos céus: tudo que há na terra expirará.” Gn 6.17 ARC.
“Mas contigo, estabelecerei o meu pacto; e entrarás na arca; tu e os teus filhos, e a tua mulher, e as mulheres de teus filhos contigo.” Gn 6.18 ARC.

O versículo acima é claro: era para entrar na arca Noé e a família dele.

O versículo acima é claro: era para entrar na arca Noé e a família dele.

“E tu toma para ti de toda comida que se come e ajunta-a para ti; e te será para mantimento, para ti e para eles”.

Gn 6.21 ARC.

Deus mandou Noé levar comida para ele e para família. Se Deus tinha intenção de salvar mais alguém, por que levar comida só para a família de Noé?

“Depois, disse o Senhor a Noé: Entra tu e toda a sua casa na arca, porque te ei visto justo diante de mim nesta geração.”

Gn 7.1 ARC

Tu e toda a sua casa

O capítulo 7 inicia com a orientação de Deus para entrar “tu e toda a sua casa” na arca.

No versículo 4 Deus disse que passados sete dias farei chover sobre à terra. E no versículo 10 fala que “passados sete dias veio o dilúvio sobre a terra”. E o versículo 16 encerra a primeira etapa da tarefa de Noé com o relato: “e o Senhor fechou a porta por fora”.

Noé pregou para salvar

Considerações finais sobre o relato do Antigo Testamento

Se Deus tinha intenção de salvar alguém, por que não tem nenhuma orientação para Noé pregar? Segundo o relato do livro de Gênesis, Noé pregou para salvar? A resposta é não.

Por que Deus mandou Noé levar comida só para ele e sua família? Se entrasse mais alguém na arca, como iriam se alimentar por mais de um ano? Você sabia que Noé e sua família ficaram na arca 371, dias? Confira aqui

Não existe nenhuma base bíblica informando que Noé demorou 120 anos para terminar a arca. Tampouco, não sabemos nem temos como saber quanto tempo levou para a arca ficar pronta. Os que defendem a duração de 120 anos se apoiam em um único versículo, vejam abaixo:

“Então, disse o Senhor: Não contenderá o meu Espírito para sempre com o homem, porque ele também é carne; porém, os seus dias serão cento e vinte anos.”

Gn. 6:3 ARC.

Repare que este versículo não faz citação sobre o período de construção da arca. Quando fala que seus dias serão de 120 anos, não é claro se esta afirmação era para aquele povo ou para os homens em todos os tempos.

A chuva do dilúvio

Também não existe base bíblica para afirmar que até a época do dilúvio não havia chovido. Pelo contrário, o texto de Gênesis deixa transparecer haver chuva antes do dilúvio pelas seguintes razões:

Primeiro, porque da criação ao dilúvio se passaram mais de mil anos. Para que o meio ambiente se mantivesse de forma sustentável (o ciclo da água, os rios, as plantas e a sobrevivência do próprio ser humano dependem da água). Quando não há chuva os rios secam e no capítulo 2 de Gênesis aparecem quatro rios. O vapor não é suficiente para encher rios.

Segundo, veja o versículo abaixo:

“Toda planta do campo ainda não estava na terra, e toda erva do campo ainda não brotava; porque ainda o Senhor Deus não tinha feito chover sobre à terra, e não havia homem para lavrar à terra.” “Um vapor, porém, subia da terra e regava toda a face da terra.”

Gn 2.5-6 ARC

Ora, o motivo de não ter chuva naquela época é porque não tinha planta nem o homem para lavrar à terra. Mas, nos versículos seguintes, Deus formou o homem e plantou um jardim. Já não havia mais motivo para não chover.

Terceiro, não existe nenhuma citação na Bíblia que diz que não havia chovido até o dilúvio.

Encerramos nossa busca no Antigo Testamento sem encontrar nada que nos leva a crer que Deus mandou ou que Noé pregou para salvar. Também, não tem nada que diz que Noé pediu para alguém entrar na arca nem que alguém zombou dele. Agora analisaremos os textos relacionados a Noé no Novo Testamento.

Noé pregou para salvar no Novo Testamento?

Primeira Carta de Pedro

“os quais em outro tempo foram rebeldes quando a longanimidade de Deus esperava nos dias de Noé, enquanto se preparava a arca; na qual poucas (isto é, oito) almas se salvaram pela água.”

1Pe 3.20 ARC

Este versículo fala que Deus esperavaenquanto se preparava a arca”. Ou seja, Deus esperou pacientemente a construção da arca e não Noé pregar.

Segunda Carta de Pedro

“e não perdoou ao mundo antigo, mas guardou a Noé, pregoeiro da justiça, com mais sete pessoas, ao trazer o dilúvio sobre o mundo dos ímpios.”

2Pe 2.5 ARC

A palavra traduzida pela ARC (pregoeiro) no grego “Kerysso”, tem mais o sentido de proclamar (anunciar em alta voz). Repare que ele era pregador, ou anunciador da justiça. Pedro poderia ter usado “pregador do Evangelho, pregador da graça, pregador da salvação”, porém, ele usa a palavra justiça. Isto nos leva a crer que Noé enquanto construía a arca observava a maldade do povo e falava em alta voz “Deus fará justiça”. “Deus destruirá tudo”. Segundo as cartas de Pedro Noé pregou para salvar? A resposta é não.

Evangelho de Mateus

“E como foi nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do homem.” Porquanto, assim como, nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, e não o perceberam, até que veio o dilúvio e os levou a todos, assim será também a vinda do filho do homem.”

Mateus 24.37-39 ARC

Lucas 17.27 Faz a mesma narrativa, porém, diz: “e veio o dilúvio e consumiu a todos”.

Segundo Mateus, Noé pregou para salvar? A resposta é não.

Dizer que Noé pregou para salvar baseando-se nestes textos é violar todas as regras da hermenêutica. O Texto indica que a vida prosseguia normalmente, observe a expressão “até o dia” e “não perceberam”. É impossível que a Palavra viva e eficaz, a Palavra que não volta vazia, foi pregada tanto tempo sem ser percebida. Nenhuma alma se salvou? Que palavra é esta que foi pregada então? Por que não produziu nenhum resultado em pelo menos uma pessoa? A resposta é, Noé não pregou para salvar.

Carta aos Hebreus — Noé pregou para salvar?

“Pela fé, Noé, divinamente avisado das coisas que ainda não se viam, temeu, e, para salvação da sua família, preparou a arca, pela qual condenou o mundo, e foi herdeiro da justiça que é segundo a fé.”

Hebreus 11.7 ARC

O escritor aos Hebreus é claro em afirmar que Noé preparou a arca para salvar a família dele. E não para salvar o mundo como alguns dizem. Segundo Hebreus, Noé pregou para salvar? A resposta é não.

Noé pregou para salvar

Perguntas Frequentes — Noé pregou para salvar?

  1. Noé salvou apenas sua família e os animais na arca? Sim, de acordo com a Bíblia, Noé foi instruído por Deus a construir a arca e salvar apenas sua família e um par de cada espécie animal.
  2. Noé tentou pregar para as pessoas ao seu redor? Não há nenhuma indicação na Bíblia de que Noé tenha pregado para as pessoas ao seu redor. Ele foi instruído a construir a arca e salvar sua família e os animais.
  3. Qual é a importância da pregação na história bíblica? A pregação é uma maneira crucial de espalhar a mensagem de Deus e fazer discípulos em todo o mundo. A Bíblia enfatiza a importância da pregação na história bíblica, desde a história de Jonas até a Grande Comissão de Jesus.
  4. Qual é a mensagem principal da história de Noé e a arca? A história de Noé e a arca nos ensina a importância de seguir a vontade de Deus, mesmo quando isso significa ir contra a sabedoria popular e fazer algo que pareça estranho ou até mesmo louco para as outras pessoas. Além disso, é um lembrete importante de que Deus sempre cumpre suas promessas e nos protege, mesmo quando enfrentamos tempos difíceis e incertos.
  5. Como podemos compartilhar a mensagem de Deus com outras pessoas? Podemos compartilhar a mensagem de Deus com outras pessoas através da pregação, testemunho pessoal, evangelismo pessoal, mídias sociais e muitas outras formas. É nossa responsabilidade compartilhar a boa nova e fazer discípulos em todo o mundo.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Caro amigo leitor, percorremos todos os textos do Antigo e do Novo Testamento que tratam do dilúvio para tentar encontrar respostas se realmente Noé pregou para salvar. Todavia, para fundamentar a ideia de que Noé pregou para salvar a humanidade tem que forçar a interpretação dos textos. O correto é deixar a Bíblia falar por si mesma sem violar as regras da hermenêutica.

A maldade e a corrupção do homem foram tamanhas que Deus se entristeceu, arrependeu de ter criado o homem e decidiu destruir tudo com exceção de Noé e a família dele.

Assim como a semente da mulher (Jesus) poderia não nascer se todos se corrompessem e estragar o plano de Deus para salvar a humanidade. Ele, então, decidiu preservar Noé e sua família e destruir o resto. O que seria de nós se isto tivesse acontecido?

Mas, cremos que mesmo Deus não ter planejado salvar aquele povo. Mesmo assim, eles poderiam ter sido salvos se tivessem se arrependido. Isto aconteceu com a cidade de Nínive, quando Deus mandou Jonas avisar que aquela cidade seria destruída, eles se arrependeram sendo salvos. Confira Jeremias 18.7-10.

Noé pregou para salvar? Reflexão Final

Em Suma: Encerramos aqui este artigo, porém, estamos sempre abertos para o aprendizado. Caso apareça outra posição teológica diferente desta, mas, convincente, não temos medo de mudar de ideia. Volto a repetir, quem tem verdades absolutas é só o Eterno Criador, e qualquer humano com a pretensão de possuí-la, também se torna um deus.

Se você gostou do artigo e quer saber mais se Noé pregou para salvar? Estude a Bíblia, ela é a grande fonte de informações que precisamos para entender os propósitos de Deus. Se Noé pregou para salvar? As afirmações que ouvimos desde criança estão certas. Mas, se não, então, estamos mudando a Palavra de Deus e, isto é grave.

Vejam também:

Por onde andou Esaú depois do perdão?

Youtube

Em resumo, Noé não pregou para salvar as pessoas ao seu redor. Ele foi instruído por Deus a construir a arca e salvar sua família e um par de cada espécie animal. Além disso, a história de Noé e a arca nos ensina a importância de seguir a vontade de Deus, mesmo quando isso significa ir contra a sabedoria popular e fazer algo que pareça estranho ou até mesmo louco para as outras pessoas.

Agora é com você, Noé pregou para salvar? Foi o Evangelho que Noé pregou para salvar? Deus mandou Noé pregar para salvar? Existe base bíblica para crer que Noé pregou para salvar? Deixem um comentário abaixo.

Visite Nossa Loja virtual, lindas Camisetas

ADILSON CARDOSO

Adilson Cardoso: Teólogo, Filósofo — Professor de Filosofia, Teologia, Hebraico e Grego.

Este post tem 8 comentários

  1. genivaldo fernandes trindade

    eu gostei muito das esplicações muito bem colocadas

  2. Ivair Caetano

    A paz do Senhor meu irmão Adilson Cardoso, muito obrigado pelo total esclarecimento, fiquei totalmente ciente de todas as minhas dúvidas, Deus abençoe, amém.

  3. Jean Jorge da Silva

    A paz, muito bom o estudo, mas gostaria de deixar o texto de 1 Pedro 3:18-20 que fala sobre a pregação aos espíritos em prisão e creio que foi o Espírito Santo através de Noé que pregou às pessoas em seu tempo, o que me diz? paz

    1. ADILSON CARDOSO

      A paz Jean, o verbo que aparece neste versículo é “kerisso” e tem o sentido de pronunciar ou proclamar em alta voz. Ao passo que pregar é fixar a mensagem. Entendo que Jesus proclamou, ou seja, anunciou em alta voz sua vitória sobre estes espíritos. Em Hebreus 9:27 está escrito que após a morte segue-se o juizo, sendo assim, Jesus não pregou para salvar mortos, pois, entra em conflito com a própria palavra.

  4. ALCIA JOSEFA DE SOUZA

    Concordo com quase tudo que o irmão disse. Apenas vou divergir do fato de existir a chuva antes do dilúvio. É certo que a água é necessária para manutenção de todo ser vivente. Entretanto, elas sempre existiram mesmo sem as chuvas. Gênesis 1:2 e 7 (“2…e o espírito do Senhor se movia sobre a face das águas”… e “7.. Deus separou as águas abaixo do firmamento das que ficaram por cima…”. No capítulo 2 verso 7 o Senhor forma o homem, no 8 Deus o coloca no jardim do Éden, no 9 faz nascer todo tipo de árvores agradáveis aos olhos e para alimento. Nos versos 10 a 12 há separação dos 4 rios que percorriam a terra e no 15 o homem recebe a atribuição de cuidar e cultivar o jardim. Portanto, a obra do Senhor já estava completa e não há nenhuma menção sobre chuvas. Ou será que já estava chovendo desde o início de tudo? Gostaria de esclarecer esta minha dúvida! Desde já agradeço. Obg.

    1. ADILSON CARDOSO

      Tem muitas coisas na Bíblia que são mistérios. As informações bíblicas sobre este tema são poucas para formarmos uma posição teológica inquestionável. Tanto você quanto eu podemos estar certos ou equivocados.

  5. Valdi

    Muito boa a análise e explicação.
    Mas tenho uma questão , o texto diz…
    A maldade e a corrupção do homem foram tamanhas que Deus se entristeceu, arrependeu de ter criado o homem. Nesse texto admite que Deus se arrepende, porém em outro diz que Deus não se arrepende. Como podemos explicar esse antagonismo?

    1. ADILSON CARDOSO

      No Hebraico existem verbos diferentes para a palavra arrepender. O verbo “shuv” significa “voltar” e é aplicado para mostrar o arrependimento humano. O outro verbo é “nachan” que significa “compaixão” e é usado para mostrar o arrependimento de Deus. O problema é que as traduções usam apenas uma definição para esta palavra.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.