Ciência e Religião relação problemas e possibilidades

Ciência e Religião

Ciência e Religião – A ciência não mata a religião

Galileu aceitava, e defendia publicamente, a teoria postulada por Nicolau Copérnico de que o Sol, e não a Terra era o centro de nosso Sistema Solar.

Em 1616, a Igreja Católica, que sustentava a visão oposta (ou seja, que o centro era a Terra), proibiu que Galileu divulgasse ou ensinasse suas idéias.

No ano seguinte, ele foi condenado no Tribunal da Inquisição que o prendeu e julgou Galileu por heresia. Conseguiu escapar da fogueira renegando as próprias ideias através de uma confissão que fora lida em voz alta perante o Conselho da Igreja.

Todavia, a confissão só o fez evitar a morte, pois a Igreja o condenou a prisão domiciliar perpétua.

A Igreja Católica Romana entrou numa situação de embaraço quando defendeu o modelo geocêntrico, ou seja, a terra era o centro do Universo.

O uso da fé sem a razão e a ciência para apresentar argumentos racionais e convincentes pode ser um problema. Por outro lado quando há um desprezo total da fé afirmando apenas a ciência, conduz o cientista a caminhos indesejados e desastrosos.

É necessário equilíbrio entre fé e razão. Um exemplo disto é a clonagem humana.

Ciência e Religião

Físico: A ciência não mata a religião

O Físico brasileiro e ateu Marcelo Gleiser, que se esforça para demonstrar que ciência e religião não são inimigas. Ele nega categoricamente algo contra o qual você não tem provas. Segundo ele o conhecimento humano é limitado e passível de erros: “Devemos ter a humildade para aceitar que estamos cercados de mistério”.

Afirma o físico desprovido de arrogância. Embora seja um ateu, no entanto, ele aponta para o problema de defender uma tese sem provas. É no mínimo irracional. 

O mais sensato é defender a ideia da via média, ou seja, evitar os extremos. Se por um lado a Religião não pode provar que Deus existe e acredita-se em Deus pela fé.

Em contrapartida a Ciência também não possui meios para provar que Deus não existe, haja vista, ela trabalhar com fatos observáveis e manipuláveis.

A Ciência não pode voltar no passado para observar a teoria do big bang, isto é, colher informações, pesar, medir, cheirar, etc. Sendo assim o cientista também é obrigado a crer pela fé. E fé por fé é mais sensato crer em Deus!

Se você gostou deste Artigo pode gostar tamém:

Existência de Deus

 Visite Nosso Canal

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Conteúdo protegido

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.
%d blogueiros gostam disto: