Decisões nos primeiros Concílios da Igreja

Examinais as Escrituras

Examinais as Escrituras, Artigo detalhado para ampliar a compreensão e mostrar a complexidade e a profundidade do pensamento de Jesus.


Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam

Para uma análise mais detalhada, ou como sugere o próprio Versículo “Examinais”, então, vamos realmente examinar esta bela recomendação de Jesus. E para isto, dividiremos em três partes e trataremos de cada uma para chegar numa interpretação sólida e compreensível.

Os métodos de análise criados pela Filosofia de Descartes nos ajudarão nesta jornada. Haja vista, analisar para pensar e pensar é filosofar. A Filosofia é serva da Teologia, a primeira recolhe e analisa as informações, e a segunda nos direciona pelo caminho mais próximo de Deus.

Regras de interpretação de Descartes

René Descartes foi um filósofo, físico e matemático francês durante a Idade Moderna.

Regra da evidência – Nunca acolha jamais qualquer coisa como verdadeira sem ter conhecimentos claros e necessários para tal.

Regra da análise – Recolha as informações e fatie-as no maior número de partes, para depois resolvê-las.

Regra da síntese – Organize suas informações das partes mais simples para as mais complexas.

Regra da enumeração – Enumere tudo para ter certeza de que não esqueceu de nada.

As citações acima foram feitas com um trocadilho de palavras “grifo do autor”.

Partiremos de uma análise superficial e genérica e depois mostraremos a complexidade e a importância do pensamento de Jesus registrado por João neste versículo.

  • Examinais as Escrituras. É composto de um Verbo e um Substantivo. Examinar é detalhar, extrair as particularidades. O objeto a ser examinado é a Bíblia Sagrada.
  • Cuidais ter nelas a Vida Eterna. O Verbo cuidar remete a “cuidados”, cujo desfecho é garantir a salvação da humanidade “Vida Eterna”.
  • São elas que de mim testificam. Começa com o Verbo Ser-Estar acompanhado do Pronome Pessoal “elas – Escrituras”, que dão testemunho de Cristo.
Examinais as Escrituras
Examinais as Escrituras

O Cenário caótico vislumbrado por Jesus

Jesus vislumbrava um cenário caótico quando a Bíblia chegasse nas mãos da humanidade, exatamente como aconteceu e ainda acontece.

Embora a Bíblia seja o poder de Deus para salvação daquele que crê, no entanto, ela tornou-se uma arma nas mãos de maus manipuladores. Tm 3:15

A Bíblia nas mãos de pessoas más intencionadas que às interpretam buscando atender seus interesses pessoais e inescrupulosos, até mesmo os leigos que torcem as Escrituras para sua própria condenação.

A Bíblia é única e é usada por todos os seguidores do cristianismo. Todavia, o corpo de Cristo se fragmentou e se dividiu em decorrência de interpretações tão diferentes e excludentes. Ou seja, uma interpretação exclui a outra e não podem todos estarem certos ao mesmo tempo.

A pergunta é: Quem está certo? Ou errado? Então, aqueles que estão errados caminham para a perdição, ao passo que aqueles que estão certos caminham para a salvação.

Resumindo, muitos vão se salvar e muitos vão perecer usando a mesma Bíblia. Eis aí! a importância da recomendação de Jesus “Examinais as Escrituras”

Examinais as Escrituras

Examinar é detalhar, quando vamos ao médico temos dois tipos de tratamento. Aquele médico que quer terminar a consulta logo e, dispensa o paciente depois de prescrever o remédio, ignora as causas da doença e os efeitos da medicação.

E tem ainda aqueles médicos que amam sua profissão e são bons profissionais. Estes pedem exames para conhecer separadamente cada etapa do tratamento, assim evitam a possibilidade de erros médicos, muito recorrente nas clinicas e hospitais.

Jesus é aquele Médico que se preocupa com a saúde física, mental e espiritual de cada paciente que está doente pelo pecado. Ele não disse apenas leia a Bíblia, foi mais longe e disse: “Examinais as Escrituras”.

São elas que testificam de mim

As Escrituras testemunham de Jesus, no contexto deste Versículo aparece a palavra “testemunha ou sinônimo dela” muitas vezes.

Ao ler qualquer texto, preste bastante atenção nas palavras repetidas, elas são palavras “chave” que encerram ideias importantes para chamar a atenção do leitor.

Palavras repetidas não estão ali por acaso, elas apontam para a ideia central do texto em questão.

Interpretações podem levar interpretes por caminhos diferentes

Quem não sabe para onde vai, qualquer caminho serve. Um método é um caminho, o leitor que não tem um método para ler a Bíblia, também, não encontrará o caminho da salvação.

O autor da Bíblia espera que seus leitores encontrem o Cristo que salva. E o meio de encontrá-lo é impresso em letras “Examinais as Escrituras”. Neste exame, deve-se ter o cuidado de encontrar nela a Vida Eterna. Em seguida testemunhar ao resto da humanidade.

O relato acima nos parece algo simples, porém, o Cristo encontrado por uns não é o mesmo encontrado por outros. E, quem encontrar o cristo errado estará condenado.

O Cristo da Igreja Primitiva

Era o Cristo da cruz, que não tinha onde reclinar a cabeça, que amava, socorria, curava os doentes, lapidava a alma de prostitutas e cobradores de impostos.  Era o artesão da alma humana.

Era o verdadeiro Cristo, veio com a finalidade de tirar o homem do seu estado caído, morto em seus pecados e delitos e transformá-lo numa nova criatura.

O Cristo da Igreja Medieval

Neste período o Cristo foi apresentado através de crucifixos ou exposto nos luxuosos vitrais das catedrais. Ou ainda era esculpido em imagens de escultura e vendido para pessoas abastadas.

E para agravar a situação dos habitantes da época, este mesmo cristo morto, também era usado para aterrorizar e tirar o sono de seus seguidores.

Um “cristo” que exigia indulgências para libertar as almas do purgatório.  Um cristo carrasco e cruel que punia e condenava todos que não colocassem suas moedas nos cofres das igrejas.

Daí surge o grito sufocado de Martinho Lutero: “Onde posso encontrar um Deus gracioso?” Este cristo aterrorizou a Europa até a chegada dos filósofos que decretaram a morte de Deus “deus está morto”. Diziam eles: Não queremos este cristo, agora nós o matamos e esta sombra negra está indo embora juntamente com este cristo.

O Cristo da Reforma

Haja discussão teológica! Oh! Período conturbado, quem ousa colocar um batista, um presbiteriano e um assembleiano dentro de um quarto e retirá-los vivos no outro dia?

O Cristo calvinista, oriundo da teologia reformada de João Calvino. O Cristo da predestinação. Trata-se daquele Cristo que predestinou a criança para o inferno ainda no ventre da mãe, e não importa o que ela faça para escapar de tal condenação que os livrará das garras deste cristo.

Já se passaram mais de 500 anos de discussão e não conseguiram chegar num consenso. Debates acalorados e ofensivos são travados nos meios de comunicação para confundir a mente dos telespectadores. No final, o pecador decepcionado não sabe exatamente a qual dos cristos apresentados ele deve aceitar. Estes debates mais confundem do que esclarecem.

O Cristo Neopentecostal

A teologia da prosperidade trouxe um cristo novo e moderno. Trata-se de uma divindade acuada e a serviço do homem. Um cristo garçom pronto a servir bençãos para seus seguidores.

Examinais as Escrituras

O Cristo que não tinha onde reclinar a cabeça foi substituído pelo cristo abastado, pronto para mudar a vida da pessoa endividada em milionária. Ah! Tudo isto em uma semana.

É o cristo exigente, aquele que quer “o seu tudo”. Basta depositar nas contas bilionárias da igreja o seu dízimo, trízimo ou algumas ofertas extravagantes, que o fiel se tornará “rico” em poucos dias.

Esta nova forma de indulgências deixa a Igreja católica medieval no chinelo. O que dizer do feijão milagroso vendido a preços exorbitantes? E a rosa ungida, o sal grosso e todas estas pataquadas inventadas para satisfazer este cristo insaciável?

Tem cristo para todos os gostos

O cristo da Igreja Adventista do 7° dia é o Arcanjo Miguel. E, apenas confessar com a boca e crer com o coração não é suficiente para a salvação do homem, tem que guardar o sábado.

O cristo das Testemunhas de Jeová é apenas um “deus” menor e desnecessário para a salvação humana.

O cristo dos mórmons, permite a poligamia, ou seja, o homem pode ter várias mulheres. Ao passo que as igrejas legalistas, acrescentam regras rígidas como condição necessária para chegar ao céu.

Tem cristo para os Homossexuais, para os satanistas. E se preferir, tem também um cristo de carne e osso entre nós (o Inri cristo)

Poderíamos crescer esta lista e tornar este Artigo gigante, mas, entendemos que você é um leitor esperto e conseguiu entender onde queremos chegar.

São elas que de mim testificam

Primeiro nosso Mestre orientou “Examinais as Escrituras”, depois alertou sobre o cuidado de encontrar o verdadeiro Cristo na Bíblia. Em seguida Ele aponta a etapa final “testificar – testemunhar”.

Quem não examina as Escrituras não encontra o Cristo Salvador. Não seria tão trágico uma interpretação equivocada da Bíblia, se ela não fosse repassada para outras tantas pessoas.

Jesus disse: “Deixai-os; são guias cegos; ora, se um cego guiar outro cego, ambos cairão no barranco.” Isto é muito grave! Pastores e líderes, indivíduos despreparados que não sabem ou não querem examinar a Bíblia, estarão fadados ao erro. Serão reféns de interpretações equivocadas de terceiros.

O resultado disto é desastroso, haja vista, surgir a cada minuto uma “igreja” nova no Brasil. Pasmem-se, a maioria clandestina sem documentação, completamente irregular. A Teologia é demonizada e o estrago está feito.

Pastores que não encontrarem o Cristo que Salva estarão perdidos, e levará junto consigo para o buraco todos aqueles que os seguem.

Examinais as Escrituras

Examinar não é uma tarefa fácil, precisa ler muito para conhecer as histórias bíblicas. Mas, quem disse que seria fácil? Os pais da Igreja nos deixaram um vasto legado Teológico, eles realmente cumpriram sua missão. Agora é nossa vez de mostrar que somos cristãos responsáveis e colocar a mão na massa.

Eis algumas ferramentas que precisamos conhecer e usar para examinar as Escrituras:

Ler a Bíblia inteira, de capa a capa. Ela é a Palavra de Deus, nela está contida as verdades e vontades do Criador. Para fazer a vontade de Deus por completo é necessário conhecê-la, também, por completo.

Regra do Contexto: Não se deve jamais fragmentar o texto, isolar o versículo para extrair Doutrinas. Deve-se ler o capítulo inteiro, se precisar leia todo o Livro e, às vezes, a compreensão só será possível com a leitura de outros livros.

Consulte as Línguas originais: O leitor de Traduções tem apenas 60% das informações, 40% se perderam e foram suficientes para formar correntes teológicas ou escatológicas equivocadas.

Conheça regras gramaticais da Língua Portuguesa. Um Artigo definido ou indefinido pode mudar toda compreensão do texto. Veja os Pronomes, tempos verbais, adjetivos, etc. Entenda que “mal” não é a mesma coisa que “mau”, e assim por diante.

Use a Exegese e nunca a Eisegese. Exegese é “extrair – tirar”, Eisegese é “colocar-entrar”. Nosso dever é tirar e nunca introduzir nada na Bíblia, ainda que seja para fundamentar nossas crenças.

Não deixe as emoções, crenças e cultura contaminar as interpretações. Seja honesto ao ler a Bíblia, deixa Deus falar o que Ele quer falar, e não o que você quer ouvir.

E não esqueça da ferramenta principal, consagre sua vida, jejue e ore a Deus para Ele clarear o seu entendimento. Se não for assim nada citado acima tem valor.

Considerações finais

Usando a mesma Bíblia e interpretando de forma tão diferente. O corpo de cristo foi fragmentado e dividido, criou uma tremenda confusão que mais confunde do que esclarece.

É dever de todo verdadeiro cristão ler e examinar as Escrituras.

Não coloque em risco o bem mais precioso que Deus te deu (a Salvação). Não entregue sua família aos cuidados de pastores ou lideres que ignoram as orientações de Jesus “Examinais as Escrituras”.

Não examinar as Escrituras, seja por preguiça ou negligência, é pecado.

Para ampliar seu entendimento, veja o Artigo Morte na Panela


Quer Aprender Hebraico Grátis? Junte-se a nós no Youtube!


Conheça nosso E-Book do Curso

2 comentários em “Examinais as Escrituras”

  1. Parabenizo, por ter enviado este artigo, é um fato do que vem acontecendo nas igrejas, há um conflito, um prefere ser calvinista outro identifica arminiano, não dá para entender, se a palavra de Deus é uma só? Em Junho deste ano pedir para sair das testemunhas de Jeová, que dizem por anos que dizem ser o único canal que Deus usa na terra, me questionei. No meio de milhares de movimento, por que uma reivindica para sí uma interpretação própria, e ainda diminui o Cristo na sua versão TNM? cansei ,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!
Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.
%d blogueiros gostam disto: