Trabalho

TRABALHO COMO TORTURA SOFRIMENTO E CASTIGO

TRABALHO COMO TORTURA SOFRIMENTO E CASTIGO

Trabalho como tortura sofrimento e castigo. A principio, é um conceito aplicado aos trabalhos forçados e a escravidão. Mas este pensamento reflete a realidade? O que é o trabalho que tortura e impõe sofrimento? O que é trabalho forçado? Quem são estes escravos?trabalhador-de-fabrica-imagem-animada-0006

Este não é um tema ultrapassado e irrelevante, pelo contrário, é atual, importante e precisa ser debatido. Para entender sua importância e complexidade faz-se necessário recorrer ao pensamento grego, pois, esta já era também uma preocupação dos gregos e norteia todo o pensamento contemporâneo.

O Universo é ordenado, o Universo é cósmico e organizado. Cada coisa no Universo tem um lugar próprio e uma finalidade a cumprir. Se cada coisa cumprir sua finalidade, então, o todo também poderá cumprir a sua. É um sistema cujo todo se harmoniza com as partes. Qualquer ação humana neste sistema não é isolada, mas, interage com todo o Universo. A conduta ética é específica e adequada ao funcionamento do todo.

Entende-se claramente que a ética grega é uma ética de ajustes na qual se encaixa como uma peça de quebra-cabeças cósmica. Dentro deste pensamento, aquilo que os gregos nomearam de vida boa e nós chamamos de Trabalhofelicidade, para viver bem ou ser feliz é necessário alinhar-se com o todo e encontrar um lugar nele, senão a vida será má. Ou seja, se você não cumprir a finalidade que é a tua, então, viverá mal. Em outras palavras, a condição para a vida boa é a “adequação com o Universo cósmico”.

Cada ser humano para ser feliz segundo Aristóteles tem que encontrar aquilo que ele fez a nomenclatura de “despertar das grandes potências” ou “talento natural”. Quando encontrado este talento e plenamente desenvolvido, assim terá feito um alinhamento com o Cosmos. Para Aristóteles aquele que não encontrar seus talentos não poderá fazer bem para si e nem para a sociedade. Ele será um peso para o Cosmos, não será feliz e ainda fará mal para os outros.

Imagina um médico que exerce a profissão porque é uma tradição de família ou porque é a profissão mais rentável do momento, ou seja, trabalha para satisfazer os familiares ou apenas para ganhar dinheiro. Agora imagina que este mesmo médico tinha talento para atuar na área do direito, ser um excelente advogado e ser feliz. Mas, lamentavelmente ele será um péssimo médico e infeliz.

Neste sentido ele não fará mal apenas para si, mas também para o Cosmos e a sociedade. Basta ligar a TV e deparar com noticiários em que um paciente entrou no hospital para amputar a perna esquerda e o médico amputou a direita. Somam-se a isto os casos em que enfermeiras (os) aplicaram café com leite ou ácido em seus pacientes no lugar do soro.

O conceito de Eudaimonia criado por Aristóteles é definido como: “uma vida soberana que vale por ela mesma”. Trocando em outras palavras a vida que vale a pena ser vivida é aquela em que você faz o que gosta, isto é, executa seus talentos. Quem trabalha apenas para ganhar dinheiro ou escolhe a profissão que está em alta! Então, durante o seu período de trabalho não terá nenhuma satisfação, haja vista que a hora feliz será quando terminar o expediente de trabalho.

Neste caso o trabalho será tortura, castigo e sofrimento. E é inevitável que o trabalhador seja torturado pelo tempo que não passa e certamente vai torcer para que as horas também passem rápido. O que ele não pensa é que torcer para o tempo passar é o mesmo que torcer para a vida passar rápido ou acabar. É interessante que o suicida deseja se livrar da vida e, às vezes, por querer que o tempo passe rápido, nos acovardamos e desejamos também nos livrar de parte dela.

Imagina uma pessoa que vive sessenta anos. Um terço deste período ela passará dormindo (20 anos). Se esta mesma pessoa trabalha oito horas por dia e não gosta do trabalho que faz, então, ela terá perdido mais 20 anos.  Restaram apenas vinte anos, para Aristóteles esta pessoa não vive uma vida eudaimonica, ou seja, ela não faz a vida valer a pena por ela mesma.

Trabalho

CONSIDERAÇÕES FINAIS

O trabalho como condição de humanização é aquele em que o seu agente desenvolve e aplica seus talentos para fazer valer a pena cada minuto Trabalhotrabalhado. A hora feliz deve compreender todo o período de trabalho para produzir satisfação e prazer.

Aquele que delega a escolha de sua profissão a terceiros, mesmo que estes sejam seus pais. Submetem-se a uma espécie de manipulação, cujo resultado é anular a pessoa como pessoa, ou seja, a pessoa deixa de escrever a própria história para viver a história do manipulador. Um indivíduo nestas condições nunca será feliz, seu trabalho jamais será prazeroso, pois, trabalha para satisfazer os desejos de seu manipulador.

A ideia de trabalho forçado ou escravo não se limita apenas ao processo de escravidão legalizada. Ela estende-se a todos os trabalhadores que livremente exercem suas funções profissionais em desacordo com seus talentos. Desenvolver qualquer trabalho contra a vontade é ser escravo dele ainda que não reconheça formalmente.

Se você trabalha e torce para que a hora passe rápido, isto é, se você espera ansiosamente pelo momento da saída ou pela sexta-feira. Saiba que você esta torcendo também para a vida passar logo. Então, caro amigo leitor! Chegou o momento de mudar de emprego.

Jamais escolha a profissão que está em alta, mas, escolha aquela que lhe trará satisfação pessoal e que seja prazerosa. Não trabalhe pelo dinheiro, mas, pelo que é mais importante e o mais importante é a alegria de viver cada momento e querer que este momento não acabe. Faça cada etapa do trabalho valer a pena.

Trabalhe para viver e não viva para trabalhar. Para você que é empresário: TrabalhoDirija seu negócio sem permitir que seu negócio te dirija. Lembre-se, que a vida é curta e, “o que se leva da vida é a vida que se leva”.


Se você ainda não se inscreveu no site, coloque seu Email na caixa que aparece no lado direito desta página. Em seguida abra sua caixa de Emails e confirme sua inscrição. A inscrição acontece apenas uma vez, depois você receberá as novas postagens automaticamente.

Se você gostou deste Artigo pode gostar também:

FIM DA ESPÉCIE HUMANA 21 MINUTOS PARA MUDAR

 

Visite Nosso Canal

 

https://adilsoncardoso.com/2017/08/04/a-letra-mata-visao-biblica-senso-comum/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.
%d blogueiros gostam disto: