O JOIO ESTÁ DENTRO DA IGREJA

O JOIO ESTÁ DENTRO DA IGREJA OU FORA DELA?

O JOIO ESTÁ DENTRO DA IGREJA OU FORA DELA?

O joio está dentro da Igreja, esta é a compreensão encontrada pelo senso comum, é o que ouvimos de nossos líderes, pastores e todos aqueles que leem a Bíblia de forma superficial e sem nenhum critério hermenêutico de interpretação. Mas, será mesmo que o joio está dentro da Igreja? Se estiver quem são eles? Como identificá-los? Que pecados cometeram para serem considerados joio? Por que o joio é sempre o outro e nunca eu? Jesus enxerga suas ovelhas como joio? O que dirá o Apóstolo Paulo sobre isto?

São muitas indagações e perguntas a serem respondidas antes de qualquer decisão precipitada: Jesus disse que o joio são os filhos do maligno, então, pode a Igreja ser composta de filhos de Deus e filhos do maligno ao mesmo tempo? Como explicar isto? O joio é para ser lançado na fornalha de fogo e não para ser recuperado, então, qual o efeito da Palavra de Deus na vida daqueles que você considera joio? Como devemos nos relacionar com nossos irmãos, como joio ou como vítimas feridas e machucadas pelo pecado? Como amar o meu irmão como a mim mesmo sendo ele um joio?

Oh! Caro amigo leitor! Entende-se que você já deve ter observado a complexidade do tema e a relevância deste Artigo. É o que propomos responder nas entrelinhas deste valioso tratado, cujo objetivo é provocar o debate e a reflexão. Espera-se encontrar leitores abertos ao aprendizado, ler, compreender, avaliar, cruzar informações para sacudir nossas certezas e supostas verdades.

É importante primeiro entender a definição da palavra “aprender”. Haja vista, somos eternos aprendizes. Quem pensa que sabe tudo, subiu o mais alto degrau da ignorância; diria Sócrates nas suas frases clássicas: “sei que nada sei”, “para ter conhecimento é necessário reconhecer a própria ignorância”. E quem tem suas “verdades” definidas e não abrem mão delas tornam-se deuses, somente Deus é portador da verdade absoluta. Em contrapartida, somos humanos finitos, falíveis e expostos às opiniões que mudam de lugar para lugar e de pessoa para pessoa.

Aprender é ter contato com o novo, ninguém aprende o que já sabe. Às vezes, o novo nos choca, causa desconforto, temos aversão a ele. Criamos resistência que nos impede de sair da mediocridade. Levamos uma vida oposta daquela ensinada por Jesus.

Não sugerimos que você aceite o novo, mas, que analise com carinho, avalie para depois aceitar ou rejeitar. Este simples hábito poderá ter implicações diretas na sua qualidade de vida e relacionamentos interpessoais. Espera-se que você continue a leitura até o fim, aliás, se você chegou até aqui é porque  gosta de ler, que O Eterno ilumine sua mente para compreender. Sem mais delongas vamos ao que interessa.

O JOIO ESTÁ DENTRO DA IGREJA OU FORA DELA? A PARÁBOLA DO JOIO E DO TRIGO

Análise Hermenêutica

Mateus 13:24-30

ARC – Almeida Revista e Corrigida

  • 24 – Propôs-lhes outra parábola, dizendo: O Reino dos céus é semelhante ao homem que semeia boa semente no seu campo;
  • 25 – mas, dormindo os homens, veio o seu inimigo, e semeou o joio no meio do trigo, e retirou-se.
  • 26 – E, quando a erva cresceu e frutificou, apareceu também o joio.
  • 27 – E os servos do pai de família, indo ter com ele, disseram-lhe: Senhor, não semeaste tu no teu campo boa semente? Por que tem, então, joio?
  • 28 – E ele lhes disse: Um inimigo é quem fez isso. E os servos lhe disseram: Queres, pois, que vamos arrancá-lo?
  • 29 – Porém ele lhes disse: Não; para que, ao colher o joio, não arranqueis também o trigo com ele.
  • 30 – Deixai crescer ambos juntos até à ceifa; e, por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: colhei primeiro o joio e atai-o em molhos para o queimar; mas o trigo, ajuntai-o no meu celeiro.

Nossa primeira reflexão inicia-se no versículo 25:

 “dormindo os homens” Almeida Revista e Corrigida

 “Mas enquanto todos dormiam” NVI- Nova Versão Internacional

“quando todos estavam dormindo” NTLH – Nova Tradução na Linguagem

de Hoje

1 – A primeira pergunta é. Foi o inimigo que semeou o joio enquanto todos estavam dormindo, então, se o joio está dentro da Igreja. Ele está em todas as Igrejas? Se a resposta for sim não há como negar que todos os pastores e lideres das igrejas estavam e estão todos dormindo. Visto que, é no momento em que os homens dormiam e continuam dormindo que o inimigo semeou e semeia o joio. Se você é um pastor e crê que o joio está dentro da sua Igreja, então, é óbvio pensar que você também está dormindo.

2 – A segunda pergunta é. Queres, pois, que vamos arrancá-lo? Os servos sabiam quem era o joio, motivo que os levou a querer arrancá-lo. Não há como arrancar algo sem conhecê-lo, identificá-lo. Se o joio está dentro da igreja quem é ele? Não posso afirmar algo que desconheço para evitar acusação falsa.

Que pecado ele cometeu para ser considerado joio? O adultério por exemplo, O Eterno considera o pecado de idolatria e o adultério igual, com o mesmo peso. É o pecado da traição, o homem foi criado para um propósito e um fim, mas, traiu o seu Criador. Assim como alguém jura amar e respeitar nos laços do matrimônio até que a morte  os separe e no decorrer do casamento trai o seu cônjuge como fez o rei Davi. Seria Davi um joio por adulterar, trair o melhor amigo e assassiná-lo? Ele foi considerado “um homem segundo o coração de Deus” e não como joio.

Você que acredita que o joio está na igreja, então, aquele seu irmão que adulterou ou mesmo você pode ter cometido este pecado.

Você ou o seu irmão é joio? Lembrem-se, o joio é para ser lançado na fornalha e não para ser recuperado. Que pecado ele cometeu para ser considerado joio? Perseguidor da Igreja como Paulo? Se o seu irmão persegue a igreja e você diz que ele é joio, então, o que dirá de Paulo?

Perseguição, assassinato de mulheres e crianças, crueldade e sangue-frio. Nada disto fez de Paulo um joio, pelo contrário. Foi o maior implantador de Igrejas, escreveu quase a metade do NT e nos deixou um vasto legado doutrinário. Lembrem-se, o joio é para ser lançado na fornalha e não para ser recuperado como Paulo foi.

Se estes gravíssimos pecados listados acima não servem para fazer que uma pessoa seja joio, então, quem é o joio da sua igreja? Você não sabe? É claro que não! Na igreja não tem joio, mas, pessoas feridas pelo pecado, dispostas a entregar suas vidas ao Médico Jesus e curar-se com o remédio que é a Palavra de Deus.

3 – A terceira pergunta é: “Colhei primeiro o joio”. Para aqueles que acreditam que o joio está dentro da Igreja e no arrebatamento Pré-Tribulacionista, ou seja, a Igreja não vai passar pela Grande Tribulação, tem um abacaxi enorme para descascar. Vejam bem, a crença é que o joio não vai ser arrebatado. A Igreja sobe e o joio fica, mas, o versículo 30 é muito claro em afirmar o contrário, o joio é colhido primeiro que o trigo “Igreja”. Como explicar este fenômeno?

A resposta está no contexto, no complemento da frase “atai-o em molhos”. Para que este versículo faça sentido com o arrebatamento Pré-Tribulacionista o joio não pode estar na Igreja, nem ser aplicado a indivíduos isolados. Mas, aplicados a grupos de pessoas. Entende-se que são o agrupamento das pessoas e a formação das Seitas.

Cada Seita é um molho que está sendo formado e entendido como um joio. Trataremos disto mais adiante. E o trigo “ajuntai-o no meu Celeiro”. Entende-se que a Igreja de Cristo é a Igreja aberta, que não tem placas, divisas nem fronteiras. É o Celeiro de todas as denominações fiéis à Palavra.

A palavra “ajuntai” remete a união de todas as vertentes cristãs que  estão se agrupando para formar uma unidade.

O joio está dentro da Igreja ou fora dela? Os versículos citados acima já seriam suficientes para entendermos que o joio não está dentro da Igreja. Todavia, se você ainda está com dúvidas não se assuste, é natural que isto aconteça.

Vejam que os discípulos estavam com a pulga atrás da orelha porque não haviam entendido ainda. Este também, talvez, pode ser o seu caso.

O texto parece indicar que os discípulos estavam impacientes, não viam a hora de Jesus despedir aquela multidão. A curiosidade era muita e as dúvidas também. Tão logo eles viram que Jesus tinha ido para casa não perderam tempo e perguntaram: Jesus explica-nos a Parábola do joio, do campo.

Caro amigo leitor! Qualquer ser humano normal precisa ser movido pela curiosidade. São elas que nos movem em busca das respostas. Muitos não concordam que o joio não está dentro igreja. Embora, tenham o direito de não concordar, no entanto, nunca leram o texto com atenção, nunca examinaram ou tiveram a curiosidade de descobrir a verdade. Simplesmente não concordam por não concordar e, o que é pior, não sabem explicar porque não concordam.

Percebe-se claramente que são pessoas vazias, nunca sequer ouviram falar nas ferramentas (Exegese e Hermenêutica) que nos ajudam a interpretar textos com responsabilidade. São as ciências a serviço da vida.

EXPLICAÇÃO DA PARÁBOLA DO JOIO

  • 36 – Então ele deixou a multidão e foi para casa. Seus discípulos aproximaram-se dele e pediram: “Explica-nos a parábola do joio, do campo”.
  • 37 – Ele respondeu: “Aquele que semeou a boa semente é o Filho do homem”.
  • 38 – O campo é o mundo, e a boa semente são os filhos do Reino. O joio são os filhos do Maligno,
  • 39 – e o inimigo que o semeia é o Diabo. A colheita é o fim desta era, e os encarregados da colheita são anjos.
  • 40 – “Assim como o joio é colhido e queimado no fogo, assim também acontecerá no fim desta era”.
  • 41 – O Filho do homem enviará os seus anjos, e eles tirarão do seu Reino tudo o que faz tropeçar e todos os que praticam o mal.
  • 42 – Eles os lançarão na fornalha ardente, onde haverá choro e ranger de dentes.
  • 43 – Então os justos brilharão como o sol no Reino de seu Pai. Aquele que tem ouvidos, ouça.

Se até o presente momento as dúvidas ainda permanecem, fiquem tranquilos, vocês não estão sozinhos. Repare que os discípulos também não tinham entendido. A lição que eles nos deixam, é que, embora, a dúvida os incomodava, no entanto, não hesitaram em perguntar e dispararam: “Explica-nos a parábola do joio, do campo”.

É curioso quando olhamos para o teor da pergunta. A dúvida deles não era sobre o joio e o trigo, mas, sobre o joio e o campo, e a resposta de Jesus foi enfática “o campo é o mundo”. Repare que Jesus não disse que o joio está na igreja, mas, no mundo. A palavra Igreja não aparece nenhuma vez nesta parábola. Se o joio está na Igreja, por que o nosso Salvador não falou claramente para todos entenderem?

Logo, outra pergunta deve ser respondida: Como pode a igreja cuja cabeça é o próprio Jesus e a noiva Dele, ser composta por filhos do reino e filhos do maligno como citado no versículo 38? Confiram os textos abaixo:

João 1:11-12  (ARC)

  • 11 Veio para o que era seu, e os seus não o receberam.
  • 12 Mas a todos quantos o receberam deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus: aos que creem no seu nome,

João 11:52  (ARC)

  • 52 – E não somente pela nação, mas também para reunir em um corpo os filhos de Deus que andavam dispersos.

Romanos 8:16  (ARC)

  • 16 – O mesmo Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus.

Gálatas 3:26  (ARC)

  • 26 – Porque todos sois filhos de Deus pela fé em Cristo Jesus;

O destino do joio é ser lançado na fornalha ardente e queimado. Outra pergunta surge: Se o joio está na Igreja ele jamais será recuperado? Será salvo? Todos na Igreja estão salvos, já que o joio não está na Igreja?

A IGREJA HOSPITAL

Agostinho de Hipona foi um dos pais da Igreja e filosofo Medieval. Ele entendeu nos escritos de Paulo sobre a doença grave do pecado que penetrou e impregnou na natureza humana de tal forma que, todos nós estamos doentes pelo pecado (confiram: Romanos 3:9-20 e 7:14-25).

Certamente, ninguém escapa. Desde o membro  da Igreja ao pastor, todos estamos doentes, contaminados pelo pecado.

A Igreja é o Hospital, o médico é Jesus e o remédio é a Palavra.

O JOIO ESTÁ DENTRO DA IGREJA

O cristianismo não prega a perfeição do cristão, mas, a realidade do pecado. A Igreja existe porque seus filhos pecam, se todos fossem santos ela perderia sua função de hospital. A igreja só cumpre sua missão quando assume sua posição de Hospital e não de Tribunal (veja o Artigo abaixo).

IGREJA HOSPITAL OU TRIBUNAL? Para onde Ruma a igreja

Se o joio não está na igreja todos estão salvos? A resposta é não. Nem todos os doentes que entram num hospital vão voltar para casa curados. Mesmo estando no hospital, diante dos médicos. Porém, recusam tomar os medicamentos e morrem. Assim, muitos crentes morrem dentro da Igreja por não deixarem a Palavra de Deus penetrar em seus corações e produzir resultado. Morrem como vítimas do pecado e não como joio.

O JOIO ESTÁ NA IGREJA OU FORA DELA? As Seitas

O joio está na igreja? Segundo o Manual de Escatologia o joio são as Seitas. As Sete Parábolas de Mateus 13 correspondem e associam-se com as 7 Cartas de Apocalipse. Cada Carta e cada Parábola correspondem a um período de tempo.

Sendo o trigo representado pela igreja primitiva que, por abandonar o primeiro amor (período de dormência dos homens) o inimigo semeou o joio, ou seja,  (as Seitas). PENTECOST, J. Dwight, Manual de Escatologia, páginas 176 a 179, Vida.

As Seitas são os molhos que já estão sendo ajuntados para a ceifa. O Celeiro representa toda a Igreja de Cristo “sem placas ou denominações”. Não há como arrancar as Seitas (joio) sem danificar o trigo (Igreja).

O joio (As Seitas) é para ser lançado na fornalha porque suas mentes estão alienadas e cauterizadas de tal forma que torna-se impossível sua conversão ou recuperação.

Considerações Finais

O joio não pode estar dentro da Igreja porque não há como reconhecê-los individualmente e nem classificá-los pelos seus pecados e delitos.

O joio não está na igreja porque a palavra igreja não aparece no texto uma única vez se quer, se fosse o caso Jesus teria dito com clareza sobre sua existência.

Jesus disse que o mundo é o campo local onde foi semeado o joio e o mundo não é a Igreja.

O joio não está na Igreja porque ele é para ser queimado na fornalha e não para ser recuperado.

O joio não está na igreja porque filhos de Deus e filhos do maligno no mesmo espaço são incompatíveis com uma noiva pura que espera um Noivo Santo.

O joio não pode ser aplicado a indivíduos, mas, somente ao coletivo (molhos) perfeitamente compatível com as Seitas.

O joio não pode ser nosso irmão de Igreja porque existe um Mandamento de amar o próximo.

Nosso irmão de igreja não é joio, mas, uma vítima ferida pelo pecado que pode ser curado a qualquer momento.

Existe também o problema do joio ser sempre o outro e nunca eu. O fato de não se ver como joio jamais buscará a cura para seus pecados.

O joio não pode estar na igreja porque seriamos obrigados a negar o arrebatamento, visto que, o joio será atado em molhos primeiro.

O joio não pode estar na igreja porque estaria em todas elas, neste caso, todos os pastores estariam dormindo.

O joio não pode estar na igreja porque ela perderia sua função de Hospital para  a de tribunal.

O joio não pode estar na igreja porque cada parábola representa perfeitamente um período de tempo juntamente com as cartas, e a parábola do joio ficou lá no século três, quando surgiram as Seitas.

Para Refletir: 

Romanos 3:23-24

  • 23 pois todos pecaram e carecem da glória de Deus,
  • 24 sendo justificados gratuitamente, por sua graça, mediante a redenção que há em Cristo Jesus.

Todos os homens estão debaixo do pecado

Romanos 3:9-18

  • 9 – Pois quê? Somos nós mais excelentes? De maneira nenhuma! Pois já dantes demonstramos que, tanto judeus como gregos, todos estão debaixo do pecado,
  • 10 – como está escrito: Não há um justo, nem um sequer.
  • 11 – Não há ninguém que entenda; não há ninguém que busque a Deus.
  • 12 – Todos se extraviaram e juntamente se fizeram inúteis. Não há quem faça o bem, não há nem um só.
  • 13 – A sua garganta é um sepulcro aberto; com a língua tratam enganosamente; peçonha de áspides está debaixo de seus lábios;
  • 14 – cuja boca está cheia de maldição e amargura. 15 Os seus pés são ligeiros para derramar sangue.
  • 16 – Em seus caminhos há destruição e miséria;
  • 17 – e não conheceram o caminho da paz.
  • 18 – Não há temor de Deus diante de seus olhos.

Salmos 53:3

  • 3 – Desviaram-se todos e juntamente se fizeram imundos; não há quem faça o bem, não há sequer um.

Primeira Carta de João

  • 8 – Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós.

1 João 4:20

  • 20 – Se alguém diz: Eu amo a Deus e aborrece a seu irmão, é mentiroso. Pois quem não ama seu irmão, ao qual viu, como pode amar a Deus, a quem não viu?

Por que o joio é sempre o outro e nunca eu ?

http://bit.ly/2cdksMN

O JOIO ESTÁ DENTRO DA IGREJA

Se você gostou deste Artigo nos dê 5 Estrelas – Obrigado

 

 

 

 

 

2 comentários em “O JOIO ESTÁ DENTRO DA IGREJA OU FORA DELA?”

  1. shalom !!
    muito boa a interpretação do texto acima referido ( a parabola )
    o problema de muitos crentes,é que eles esquecem que o único veiculo de libertação é o conhecimento da verdade ( joão 8,32 )
    att/ pr. jorge de jesus

  2. Jaime Alves da Silva

    A paz do Senhor. Eu acredito que o joio está não só fora da igreja, com está também dentro dela. Na parábola do joio e do trigo, o joio é representado pelos “filhos do maligno”, e aí vem a pergunta: na igreja, todo mundo é santo? Só tem cristão ou tem aqueles que apenas se dizem mas não são? Ora, é óbvio que a resposta é um sonoro NÃO, já que “nem todo aquele que me diz:””Senhor, Senhor”” entrará no reino de Deus!”. Há hoje, além das muitas seitas, pessoas desigrejadas que dizem seguir Jesus Cristo (do jeito que elas julgam ser correto) e dentro das igrejas, pessoas que também juram que são cristãos (mas não são). Somente naquele grande dia finalmente o joio será separado do trigo, até lá conviveremos com ele (joio) dentro e fora da igreja.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.
%d blogueiros gostam disto: