Assassinato na ótica de Deus é diferente da ótica humana

ASSASSINATO NA ÓTICA DE DEUS

O Assassinato é algo cruel reprovado por Deus e pela sociedade. Tirar uma vida humana é inaceitável, porém, é uma realidade em todas as regiões do planeta. Seja na estupidez das guerras, no sangue frio de uma emboscada ou num momento de ira.  

O fato é que as pessoas não têm noção e muito menos informação que os leva a tal ato. Uma das palavras de Jesus que ecoaram fortemente foi quando Ele disse: “Uma alma (vida) vale mais do que o mundo inteiro” Mt 16.26

O Assassinato de uma pessoa na ótica humana é completamente diferente da ótica de Deus. A pessoa mata alguém impiedosamente, depois é presa pela polícia, levada a um tribunal, julgada por um assassinato, recebe o veredito “tantos anos de cadeia”, depois é encarcerada para cumprir a pena.

Agora veremos o assassinato na ótica de Deus. Para ter informações precisas é necessário recorrer ao texto hebraico. As traduções em Língua Portuguesa da Bíblia, infelizmente, não foram feitas como está no original, omitindo, assim, informações importantes que alteram o sentido real do que Deus queria que soubéssemos.

Confira no Livro de Gênesis capítulo 4, a passagem bíblica que narra o relato do primeiro assassinato. Quando Caim assassinou Abel e Deus lhe fez uma pergunta: “Que fizeste, A voz do sangue do teu irmão clama a mim desde a terra”. Gn 4.10.

Assassinato

Repare no texto acima que foi extraído de uma Tradução da Bíblia de Língua Portuguesa que as palavras “sangue” e “clama”, ambas estão no singular indicando apenas uma pessoa. Ou seja, Caim cometeu o assassinato de apenas uma pessoa “Abel”.

Agora vejamos na Bíblia Hebraica como que as informações são ampliadas:   

וַיּאֹמֶר  מֶה  עָשִׂית  קוֹל  דְמֵי  אָחִיךָ  צֹעֲקִים  אֵלַי  מִן־הָאֲדָמָה׃

Waiomer  meh  asit   qol  demei   achicha   tsoaquim  elai   min   haadamah

No Hebraico a palavra  “demei” דְמֵי (sangues de) aparece no plural e não no singular como nas traduções de Língua Portuguesa. Também o verbo “tsoaquim” צֹעֲקִים (os que clamam) também está no plural. E o substantivo “achicha”  אָחִיךָ (o teu irmão) está no singular.

O que significa então o assassinato no hebraico?  É o que veremos  a seguir:

O assassinato neste versículo: “E disse: que fizeste?  A Voz de os sangues de o teu irmão os que clamam a mim desde a terra”. Gn 4.10

Conclusão sobre o assassinato na ótica de Deus.

Quando analisa-se a palavra “irmão” que está no singular. Entende-se que era apenas uma pessoa assassinada. No entanto, quando observamos “os sangues de” entendemos que eram muitas pessoas que clamavam a Deus desde a terra. Também o verbo “os que clamam” (plural) indica claramente que era mais que uma pessoa clamando.Assassinato

Então, concluímos que um assassinato na ótica de Deus não é apenas uma morte, mas, muitas. Quando Caim matou Abel ele interrompeu toda a geração, ou seja, ele assassinou Abel, os filhos, os netos, bisnetos… E assim por diante.

Este artigo serve de reflexão e nos aponta a responsabilidade da preservação da vida, incluindo o aborto. Assim como nas lei civis aqui na terra o assassino responde pelo seu crime nos tribunais, também, terão que passar um dia pelo tribunal de Deus e responder pela geração toda de suas vítimas.

Veja o vídeo relacionado ao tema no Canal Youtube

O Calendário e a cronologia do tempo: Clique aqui


Se você ainda não se inscreveu no site, coloque seu Email na caixa que aparece no lado direito desta página. Em seguida abre seu Email e confirme sua inscrição. A inscrição acontece apenas uma vez, depois você receberá as novas postagens automaticamente.


http://bit.ly/2cdksMN

Assassinato


Vejam o texto completo na versão NVI:

1 – Adão teve relações com Eva, sua mulher, e ela engravidou e deu à luz Caim. Disse ela: “Com o auxílio do Senhor tive um filho homem”.

2 – Voltou a dar à luz, desta vez a Abel, irmão dele. Abel tornou-se pastor de ovelhas, e Caim, agricultor.

3 – Passado algum tempo, Caim trouxe do fruto da terra uma oferta ao Senhor.

4 – Abel, por sua vez, trouxe as partes gordas das primeiras crias do seu rebanho. O Senhor aceitou com agrado Abel e sua oferta,

5 – mas não aceitou Caim e sua oferta. Por isso Caim se enfureceu e o seu rosto se transtornou.

6 – O Senhor disse a Caim: “Por que você está furioso? Por que se transtornou o seu rosto?

7 – Se você fizer o bem, não será aceito? Mas se não o fizer, saiba que o pecado o ameaça à porta; ele deseja conquistá-lo, mas você deve dominá-lo”.

8 – Disse, porém, Caim a seu irmão Abel: “Vamos para o campo”. Quando estavam lá, Caim atacou seu irmão Abel e o matou.

9 – Então o Senhor perguntou a Caim: “Onde está seu irmão Abel?” Respondeu ele: “Não sei; sou eu o responsável por meu irmão?”

10 – Disse o Senhor: “O que foi que você fez? Escute! Da terra o sangue do seu irmão está clamando.

11 – Agora amaldiçoado é você pela terra, que abriu a boca para receber da sua mão o sangue do seu irmão.

12 – Quando você cultivar a terra, esta não lhe dará mais da sua força. Você será um fugitivo errante pelo mundo”.

13 – Disse Caim ao Senhor: “Meu castigo é maior do que posso suportar.

14 – Hoje me expulsas desta terra, e terei que me esconder da tua face; serei um fugitivo errante pelo mundo, e qualquer que me encontrar me matará”.

15 – Mas o Senhor lhe respondeu: “Não será assim[c]; se alguém matar Caim, sofrerá sete vezes a vingança”. E o Senhor colocou em Caim um sinal, para que ninguém que viesse a encontrá-lo o matasse.

16 – Então Caim afastou-se da presença do Senhor e foi viver na terra de Node[d], a leste do Éden.

Prof. Adilson Cardoso

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.
%d blogueiros gostam disto: