Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Alfabetização

ALFABETIZAÇÃO LER CORRETAMENTE OS TEXTOS HEBRAICOS

Alfabetização é o processo de assimilar consoantes com vogais, formar sílabas, palavras, frases, textos e depois ler corretamente, sempre respeitando as regras gramaticais do idioma.Alfabetização

Para isto precisamos aprender as regras do shevá, do dagesh e a divisão de sílabas tudo ao mesmo tempo. Você pode acompanhar as regras de Alfabetização, também, assistindo as vídeo-aulas no nosso Canal do YouTube. Para isto, clica no link que está localicado no lado direito desta tela.

O processo de alfabetização encerra-se nesta página, após este estudo você estará alfabetizado e deverá ler os textos corretamente para partir para o próximo módulo.

Alfabetizar

A primeira regra é a divisão de sílabas, esta é a chave para ler corretamente,

As Sílabas podem ser abertas ou fechadas:

Aberta – contêm uma consoante e uma vogal= C V e recebe uma vogal longa.

Fechada – Contêm duas consoantes e uma vogal= C V C e recebe uma vogal breve.

Observações importantes:

    • Uma sílaba só pode ter uma vogal

 

    • Somente as vogais cheias (longas e breves) são consideradas vogais. O shevá e as meias vogais não são consideradas como vogais.

 

  • Sabemos quantas sílabas tem uma palavra pela quantidade de vogais cheias que elas possuem. Exemplos:

לַיְלָה lailah – esta palavra tem duas sílabas porque tem duas vogais  לַיְ/לָה o qames e o patáh. O shevá não conta como vogal.

בְּתוֹךְ dentro – esta palavra tem apenas uma sílaba porque só tem uma vogal “shurek” (u).

הִתְכַּתֵּב eu fui inscrito הִתְ/כַּ/תֵּב esta palavra tem três sílabas porque tem três vogais cheias.

Viu como é fácil, é só seguir esta regra e você terá facilidade para ler corretamente. Agora vamos aprender a regra do shevá que são dois pontinhos colocados abaixo da consoante e pode ser pronunciado ou não.

Quando o shevá está no início de palavras ou início de sílabas é pronunciado:

בְּהֵמָה gado – Behemah – está no início da palavra por isto é pronunciado.

יַלְדָּה menina – Yaldah  יַלְ/דָּה neste caso o shevá está fechando a sílaba e não é pronunciado.

יִשְֹרָאֵל Yisrael יִשְֹ/רָ/אֵל Lemos Israel porque o shevá é mudo

יִשְׁמְרוּ  sempre que uma palavra tiver dois shevás como esta, o primeiro não é pronunciado porque está no final da sílaba fechando-a. O segundo é pronunciado porque está no início da sílaba abrindo-a יִשְׁ/מְרוּ  Yishmeru. Repare que só tem um (e) na palavra.

יִכְתְּבוּ Yikhtevu – é o mesmo caso do exemplo acima יִכְ/תְּבוּ Observação: Uma palavra hebraica nunca começa com dois shevás, os dois shevás seguidos aparece apenas no meio das palavras.

לָךְ  Lach – o shevá no final de palavras é mudo não pronunciado.

אַתְ  At – mesmo exemplo citado acima.

Para mais informações sobre a regra do shevá clica no link abaixo:

Regras do shevá clique aqui

Outra regra importante é a do patáh furtivo colocado no final da palavra, sempre que isto ocorrer a vogal é lida antes da consoante. Veja os exemplos abaixo:

כֹּחַ Koakh                     רוּחַ Ruakh 

Regra do dagesh forte (hazaq), sempre que houver um shevá em um sílaba com dagesh forte o shevá será pronunciado porque ele está duplicando a consoante. Exemplos:

מִמְּךָ Mimekha – isto ocorre porque o dagesh duplica o mem מִמְ/מְךָ repare que tem dois shevás na palavra, um está fechando a sílaba e o outro abrindo, por isto é pronunciado.

Observação: no início desta lição eu disse que sílaba aberta recebe uma vogal longa. Vejamos então a palavra acima. Por que neste caso a sílaba aberta está com uma vogal breve?

מִ/מְּךָ Repare que a primeira sílaba da palavra tem apenas uma consoante e uma vogal indicando que ela é uma sílaba aberta com uma vogal breve, isto não pode acontecer de forma nenhuma. Por isto é inserido um dagesh forte para duplicar a palavra. Veja como fica: מִמְ/מְךָ  Agora sim temos uma sílaba com duas consoantes e uma vogal breve, indicando que ela é uma sílaba fechada com uma vogal breve.  Esta regra acontece com muita frequência nos textos hebraico.

קִטְּרוּ qiteru – mesmo caso citado acimקִטְ/טְרוּ Para mais informações sobre as regras do dagesh clica no link abaixo.


Veja também Regra do Dagesh
Importante: O Álef א e o Hey  nunca  ה  fecham sílabas. Exemplos:

Esta palavra ABBA (pai)  אַבָּא tem a primeira sílaba aberta com uma vogal breve, isto não pode acontecer, por isto tem um dagesh forte duplicando o beyt. A segunda sílaba só tem uma consoante, pois, o álef não fecha sílaba. Então temos um sílaba aberta com uma vogal longa אַבְּ/בָּ/א

Outro exemplo: Isháh (mulher) אִשָּׁה a primeira sílaba é aberta com uma vogal breve, isto não pode. Então é inserido um dagesh forte para duplicar o Shim, assim temos uma sílaba fechada com uma vogal breve. No final o Hey não fecha a sílaba, por isto temos uma sílaba aberta com uma vogal longa אִשְׁ/שָׁ/ה

Para complementar seus estudos veja a videoaula:

Aqui terminamos o processo de Alfabetização. Se você gostou compartilhe, deixa um comentário abaixo. Insira seu Email na caixa que aparece no lado direito da tela, abra seu Email e confirme a inscrição para receber novos artigos.

Prof. Adilson Cardoso

Próxima lição clica no link abaixo:

https://adilsoncardoso.com/index.php/palavras-hebraicas/

Alfabetizar-Alfabetizar-Alfabetizar-Alfabetizar-Alfabetizar-Alfabetizar-Alfabetizar-Alfabetizar

 

 

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.
%d blogueiros gostam disto: