Pentecostalismo

OS PREJUÍZOS QUE ACOMPANHARAM O PENTECOSTALISMO

PENTECOSTALISMO – OS PREJUÍZOS QUE ACOMPANHARAM O PENTECOSTALISMO

Pentecostalismo é a palavra usada para identificar os movimentos pentecostais que se estabeleceram no Brasil a pouco mais de cento e dez anos. O pentecostalismo é representado por várias vertentes. Dentre as quais, destacam-se as mais conhecidas (Assembleias de Deus, Deus é amor, Brasil para Cristo, Congregação Cristã e outras dissidentes destas).

Não há nada de errado com o nome pentecostalismo, visto que, ele surge do pentecostes, e esta é uma palavra bíblica. O problema repousa no afastamento das origens, trazendo consigo um enorme prejuízo para a Igreja de Cristo e os cristãos que nela congregam. Cujo resultado, é uma igreja doente e repleta de pessoas problemáticas.

Este artigo não tem a intenção nem a pretensão de emitir nenhum juízo referente à autenticidade do movimento pentecostal. Muito menos descaracterizar, desmoralizar ou diminuir seu valor. Até porque, nós fazemos parte desta igreja e gostamos dela. O propósito deste artigo é ajudar você leitor, identificar, avaliar e reparar, “se possível”, o dano causado por este movimento.

Também, não queremos ser levianos e generalizar. Embora, o problema é real e visível, no entanto, observa-se que algumas igrejas desenvolvem trabalhos com seriedade e responsabilidade. Vejam abaixo o tamanho do estrago e os prejuízos deixados:

Visite nosso Canal no Youtube-Clique aqui

SUPERTIÇÃO

Pentecostalismo e supertição têm caminhado de mãos dadas quase que inseparáveis. Vejam alguns exemplos:

Pentecostalismo
Importante vou anotar
  • A crença de que a água do batismo tira os pecados. Por pensar desta forma algumas igrejas evitam batizar os irmãos em piscinas. E, por ironia, para não dizer ignorância, batizam na represa. O que é a represa se não água parada? O próprio nome diz “represa”, no entanto,  é água represada.

Uma verdadeira Teologia tem como fundamento o próprio Cristo. Sendo Jesus Cristo que tira os pecados, então, a água não faz a menor diferença. Este é um grave erro e supertição ao extremo, principalmente, porque tira o que é de Cristo para colocar no objeto, no caso, a água.

  • Outra supertição frequente nas pregações é o poder da cruz de Cristo. Por exemplo: Olhe para cruz e será salvo, creia na cruz e será curado, a cruz de Cristo tem poder e outras aplicações sem nenhum fundamento bíblico. A cruz não passa de dois pedaços de madeira que formam um objeto inanimado.

Na verdade a cruz de Cristo não tem nenhum poder, o poder está no Cristo da cruz. No lugar de dizer “olhe para cruz”, devemos dizer “olhe para o Cristo da cruz e será salvo”, creia no Cristo da cruz e será curado. Ou seja, Paulo escreveu na carta aos Romanos 11.36: “Porque dele, por ele, e para ele, são todas as coisas. A ele seja a glória eternamente, Amém”.

  • Supertições aplicadas aos objetos inanimados sem nenhum poder: A rosa ungida, o lenço abençoado, a vassoura ungida para varrer o mal de casa ou da empresa, o copo com água, o sal grosso, etc. Às vezes, as pessoas Pentecostalismome perguntam qual óleo de unção tem mais poder, se é “mirra”, “balsamo”, “sete unções”, Pentecostalismoe outras essências que são vendidas nas livrarias evangélicas. Nenhum óleo Pentecostalismotem poder miraculoso e a unção não vem da essência nem da marca, mas, do Espírito Santo.

Alguns pastores chegam ao absurdo de enterrar o óleo no monte, e, uma vez por mês eles sobem, desenterram o óleo ungido e enterram o outro para retirar no próximo mês, assim sucessivamente. Inclusive, o próprio monte, também, tornou-se objeto de supertição. Muitos crentes acham que a oração no monte tem mais poder.

  • Alguns irmãos tem o hábito de ler repetidas vezes o salmo 91 para expulsar demônios, tirar mal olhado e maldição. Sem contar aqueles que deixam a Bíblia aberta neste referido salmo para espantar todo mal. Infelizmente, esta supertição é recorrente nas rodas de orações e nos cultos nos lares.

PENTECOSTALISMO & AS HERESIAS

O Pentecostalismo tornou-se um terreno fértil na produção de heresias. Heresia é quando a Palavra de Deus é torcida e pregada. E a heresia mais perigosa vem dos próprios crentes, o perigo surge do fato que esta será bemPentecostalismo aceita e sem nenhuma avaliação será  absorvida como verdade. O problema repousa nesta geração papagaio que apenas repetem o que ouvem e propagam com muita velocidade, assim, as heresias tem espaço garantido nas igrejas.

Vejam algumas heresias que percorrem os púlpitos das igrejas brasileiras:

“Jesus desceu no inferno e tomou as chaves do Diabo”

Esta heresia ganhou força na voz do pastor e deputado Marcos Feliciano e se espalhou entre seus imitadores. Este pastor que além de ser um dos grandes pregadores de heresias é também uma referência para seus imitadores. Isto, pelo fato da sua fama de pregador de multidões, suas mensagens são bem aceitas e acolhidas entre os cristãos.

As afirmações acima não são desprovidas de provas, tenho conhecimento de causa e afirmo o que já foi investigado cuidadosamente nos vídeos de pregações deste pastor. A própria formação teológica dele é de origem duvidosa. Uma formação teológica responsável tem duração de quatro  anos e é reconhecida pelo MEC. Confira a formação dele, o tempo de duração e se é reconhecida. Na obra de Deus não há atalhos nem enganação, isto justifica suas heresias.

Não existe na Bíblia nada que justifique a afirmação que “Jesus desceu no inferno e tomou as chaves do Diabo”. Em Apocalipse 1.18 diz o seguinte:

“Sou aquele que vive; estive morto, mas eis que aqui estou vivo pelos séculos dos séculos! E tenho as chaves da morte e do inferno”. Ap 1.18

Repare no versículo acima que Jesus diz que tem as chaves do inferno, mas não diz que ele tomou do Diabo. Jesus sempre teve, tem e sempre terá estas chaves. Ele é Senhor, Soberano inclusive no inferno. E lá só entra ou sai quem Ele quer ou deixar.

O Diabo nunca teve as chaves do inferno, também nunca esteve no comando. Você pode imaginar o Diabo com as chaves do inferno? Qual seria o resultado disto? Paulo escreveu na carta aos Efésios 2.2 falando sobre o Diabo “príncipe das potestades do ar”. Confira também Efésios 6.12.

Vejam 1 Pedro 5.8, o Diabo está ao nosso derredor. E não pensem que na eternidade ele estará no inferno com um garfo espetando, afligindo e aterrorizando as pessoas. Vejam em Apocalipse 20.10 que o Diabo será lançado no lago de fogo e será atormentado dia e noite, pelo século dos séculos.

“Jonas pregou para salvar os ninivitas”

Esta é outra heresia pregada nas igrejas com muita frequência. Deus não mandou Jonas pregar para salvar. A pregação de Jonas consistia em avisar que Deus iria destruir: “Ainda quarenta dias, Nínive será destruída” Jonas 3.4.

Deus estava decidido a destruir Nínive, o fato de não destruir não elimina a intenção de fazê-lo. Só não destruiu porque teve compaixão, confira Jeremias 18.7-10.

PENTECOSTALISMO E OS GRAUS DE ESPIRITUALIDADE

Pentecostalismo e barulho caminham lado a lado, um culto sem barulho é sinônimo de ausência de Deus. Um crente que não faz barulho está com defeito de fabricação, ouvimos isto constantemente nas igrejas. As frases de Marcos Feliciano (boca de aço, dente de concreto) se espalharam e contaminaram as pregações.

Este foi um dos grandes prejuízos deixados pelo pentecostalismo, não que o barulho seja errado, mas, o erro consiste em medir o grau de espiritualidade do crente pela quantidade de barulho que ele faz. Crente sem barulho é crente morto. Por isto, não faltam os animadores de palco que induzem as pessoas a gritar o tempo todo. Se assim não fazem são forçadas a fazer.

Os pregadores mais cogitados para os congressos são aqueles que provocam movimento e barulho. Inclusive, são bem pagos para isto. Daí surge os profissionais da fé que cobram grandes somas de dinheiro e não lhes faltam púlpitos para pregar. O resultado é uma igreja doente e problemática.

Um culto barulhento é chamado de avivamento. Embora, os congressos com barulho são frequentes, no entanto, não provocam mudanças de vida nas pessoas. A etimologia da palavra “Avivamento” é mudança de vida. Uma pessoa avivada é temente a Deus e o seu mandamento. Se uma pessoa frequenta um culto e fica calada o tempo todo, porém, quando ela sai da igreja e tem consciência dos seus pecados e sente a necessidade de mudança, então, houve avivamento.

PENTECOSTALISMO  E OS GRAUS DE SANTIDADE

Pentecostalismo e usos e costumes é outro problema grave para o cristianismo. O erro não repousa no padrão adotado pelas igrejas, elas têm o direito e o dever de zelar pelos bons costumes, o pudor e a decência. Todavia, o problema ganha força quando este passa ser o único indicador de santidade.

O crente pode ser fofoqueiro, enganador, encrenqueiro e caloteiro. Ele pode não amar, perdoar e nem ter misericórdia (este último levou a igreja a excluir muitos irmãos no passado). Porém, se os irmãos usarem paletó e gravata e as irmãs não cortarem os cabelos, não usar maquiagem e usar uma saia comprida serão considerados santos. Este padrão é o indicador de santidade.

Para complementar seus estudos sobre usos e costumes clica no link abaixo:

https://adilsoncardoso.com/index.php/cultura-crista/

Os três pilares do cristianismo são o amor, o perdão e a misericórdia. Se estas virtudes não forem o padrão indicador de santidade. Então, algo está errado e exige mudança imediata.

PENTECOSTALISMO & AVERSÃO A TEOLOGIA

Talvez, entre todos os males que acompanharam o pentecostalismo, este seja o mais grave. De posse da fragmentação do texto, isolando um versículo da segunda carta de Paulo aos Coríntios Capítulo 3 versículo 6,  “a letra mata”. Desconsideraram o contexto e criaram a falsa interpretação que estudar teologia é coisa ruim e mata.

Esta ideia criou uma aversão a Teologia e o estrago foi grande. A Palavra de Deus é poder para transformar o homem. É o remédio para curar a doença do pecado. Mas, ao rejeitar o estudo da Palavra, elimina-se toda e qualquer possibilidade de mudança ou cura.

Sem o conhecimento e a aplicação da hermenêutica e da exegese para interpretar corretamente e de forma responsável. E fazer o uso da homilética que é a arte de pregar, as avalanches de heresias já citadas neste artigo vão continuar. Se a Palavra de Deus é o remédio às heresias são o veneno. E o veneno é letal.

Ouvi com tristeza o relato de uma senhora membro da Assembleia de Deus, cujo pastor o aconselhou a não ler o livro de Apocalipse porque a saúde dela estava fragilizada e a leitura ia agravar sua doença. Este absurdo não é uma caso isolado, mas, lamentavelmente, recorrente no seio da igreja. A Palavra de Deus é vida, e a Bíblia é Palavra de Deus de capa a capa.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Espero que este artigo crie uma reflexão profunda, ajude a identificar os erros, o momento exato da queda, levantar e sacudir a poeira do comodismo, da ignorância e da preguiça. Voltar as raízes, seguir o exemplos dos nossos antepassados que estudaram, pensaram, formularam e sistematizaram as doutrinas que orientam a igreja.

Foi fazendo uso da Teologia que os pais da igreja nos garantiram a continuidade da igreja, da Bíblia, e possibilitou a instauração da reforma em 1517 pelo tão esquecido ou pouco valorizado Martinho Lutero. Se não fosse a Teologia não haveria igreja hoje! Quem não olha para o passado está fadado a fracassar no futuro.

As citações das assembleias de Deus ao longo deste artigo não refletem a realidade total. Entre os vários lugares que sou professor de Teologia, Filosofia, Hebraico e Grego. Tenho o privilégio de acompanhar a valorização da Teologia, inclusive, uma Faculdade das Assembleias de Deus na qual dou aulas há alguns anos.

Tenho muitos alunos que são pastores nestas igrejas e são estudantes dedicados e preocupados com o futuro do cristianismo. Mas, infelizmente, o número de pequenas igrejas que estão surgindo por ai é assustador. Supostos “pastores” sem nenhum preparo ou conhecimento arrastam membros de outras igrejas e começam um trabalho sem a menor ideia do que estão fazendo.

O fato de montar uma nova igreja não é errado. O problema surge quando o suposto líder desta igreja não estuda, não gosta de ler e acredita que a “letra mata”. Jesus foi claro com os fariseus ao alertá-los: “Pode porventura um cego guiar outro cego? Não cairão ambos no buraco?” Lucas 6.39. Esta declaração de Jesus diz claramente que o pastor e os membros que estão sendo enganados vão perecer.

Como se pode perceber, os prejuízos que acompanharam o Pentecostalismo foram gigantes. As citações aqui apresentadas são apenas a ponta do aicberg.  A única forma de reparar os danos é inserir e priorizar o estudo da Palavra de Deus. Só assim conseguiremos enxergar o horizonte ou a luz no fim do túnel. Que o Eterno nos ajude nesta caminhada.

Se este Site está sendo benção para você, abençoe a vida de outros compartilhando com seus amigos. Deixa um comentário e um like abaixo. Inscreva-se no Site Pensar Bem Faz Bem, clica no link abaixo, depois abra sua caixa de Emails e confirme seu cadastro. Que o Eterno vos abençoe.

Inscreva-se, PENSAR BEM FAZ BEM por Emailseta-imagem-animada-0044

Visite Nosso Canal

 

Deixe uma resposta