OS FILHOS DE DEUS EM GÊNESIS 6.2 NÃO SÃO ANJOS

OS FILHOS DE DEUS EM GÊNESIS 6.2 NÃO SÃO ANJOS

Os filhos de Deus, as filhas dos homens e o nascimento dos gigantes são alvos de muitas especulações e afirmações acerca deste tema. Porém, são construções de pensamentos desvinculados da realidade e de uma hermenêutica ilógica e incompreensível.

Por isto, este artigo será relevante para esclarecer e ajudar o leitor e estudante da Bíblia,  a encontrar apoio bíblico, sólido e lógico para formar sua própria posição teológica.

Os defensores da ideia que os “filhos de Deus” são anjos, apoiam suas crenças em Gênesis 6.2.:

Filhos de Deus
Deus jamais chamou anjos de filho Hb 1.5
  • “Viram os filhos de Deus que as filhas dos homens eram formosas; e tomaram para si mulheres de todas as que escolheram”. Gênesis 6.2

Segundo eles, os anjos tiveram relações sexuais com as mulheres e o resultado foi o nascimento de gigantes.

Outro versículo usado por eles:

  • “E vindo um dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o Senhor veio também Satanás junto”. Jó 1.6 ARC

Vamos desenvolver uma análise a partir destes dois textos. E cruzar as informações com com o texto de Hebreus 1.5:

  • “Porque a qual dos anjos disse jamais: Tu és meu filho, hoje te gerei? E outra vez: Eu lhe serei por Pai, e ele me será por filho?” Gênesis 6.2

Quando se cruza as informações nos textos citados acima e, entende que “os filhos de Deus” são anjos. Cria um conflito ou contradição entre ambos. Aquilo que é contraditório não pode ser compreendido. O princípio supremo da lógica é a lei da não contradição. Uma coisa não poder ser e não ser ao mesmo tempo princípio e relação.

Então, vamos recorrer à regra áurea da hermenêutica, ou seja, a Bíblia interpreta a própria Bíblia. Sendo a Bíblia a Palavra infalível de Deus ela não pode errar. Se há contradição é porque a interpretação do leitor está errada.

A partir daqui abandona-se a ideia de que anjos são filhos de Deus. Uma vez que o próprio Deus disse em Hebreus que jamais chamou anjos de filho. Como interpretar os textos acima, então, sem incorrer num erro hermenêutico?

OS FILHOS DE DEUS UMA ANÁLISE LÓGICA

  •  Os filhos de Deus não podem ser anjos segundo Hebreus 1.5.
  •  Os anjos são seres espirituais e imateriais, enquanto os humanos são constituídos de matéria. Não é possível, o imaterial ter relações sexuais com o material. Cientificamente é irracional pensar de tal coisa.

Alguém pode citar o texto de Gênesis 19.5 para dar legalidade as suas suposições sem fundamentos, vejamos:

  • “E chamaram Ló e disseram-lhe: Onde estão os varões que a ti vieram nesta noite? Trazei-os fora a nós, para que o conheçamos.” Gênesis 19.5

O versículo 1 do texto em questão diz que Ló recebeu dois anjos em sua casa. E no versículo 5 vieram os varões de Sodoma e queriam ter relações sexuais a força com os anjos. A palavra “conheçamos” é usada, inclusive, com Adão e Eva para relações sexuais.  Até aqui não há nenhum problema em pensar que a intenção dos varões era realmente violentar os anjos.

  • Porém, a intenção não foi consumada. Repare no versículo 5 que mandaram chamar os “varões”, ou seja, eles não sabiam que eram anjos. Pensaram que aqueles “anjos” eram humanos, daí surgiu a intenção de violentá-los.
  • O desfecho da narrativa mostra claramente que não houve a relação sexual. No entanto, este texto é descartado para apoiar a falsa interpretação de Gênesis 6.2 e Jó 1.6.

 Vejam a afirmação de Jesus ao responder aos fariseus:

  • “Porque na ressurreição, nem casam, nem são dados em casamento; mas serão como os anjos no céu.” Mateus 22.30 ARC.

Ao afirmar que os anjos são assexuados, ou seja, não tem sexo, Jesus foi claro que o processo de procriação entre os anjos são impossíveis. Mais uma vez observa-se a impossibilidade de tomar os textos em questão como anjos sendo “filhos de Deus”

 Vejam o que Lucas escreveu em Atos dos apóstolos:

  • “E de um só fez toda a geração dos homens para habitar sobre toda a face da terra…”

A expressão “e de um só” quer dizer que Adão é o pai de toda humanidade. Isto exclui a possibilidade de anjos gerar filhos e ser pai de qualquer humano. Mesmo que fossem uma anomalia “os gigantes”.

 OS FILHOS DE DEUS EM GÊNESIS 6

Os filhos de Deus em Gênesis 6 não são anjos pelas seguintes razões, veja o versículo a seguir:

  • “Havia, naqueles dias, gigantes na terra; e também depois, quando os filhos de Deus entraram às filhas dos homens e delas geraram filhos; estes eram os valentes que houve na antiguidade, os varões de fama”. Gênesis 6.4

Primeiro- O verbo “Havia” gigantes na terra naqueles dias e a expressão “e também depois”, indicam claramente que quando houve o cruzamento entre os filhos de Deus e as filhas dos homens os gigantes já existiam. Então, eles não são resultado deste cruzamento.

Segundo – Os filhos que nasceram deste cruzamento eram os valentes e não os gigantes. A primeira palavra hebraica usada para “havia Nefilins” נְפִלִים (gigantes). E a segunda: “e delas geraram filhos; estes eram os “valentes” “gibor גִּבּוּר” .

OS FILHOS DE DEUS NO LIVRO DE JÓ

Os filhos de Deus no livro de Jó 1.6:

  • “E vindo o dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o Senhor, veio também Satanás entre eles”. Jó 1.6:

Apoiados neste versículo, alguns defendem categoricamente que os “filhos de Deus” são anjos. Vamos analisar teologicamente:

  • Precisamos compreender o lugar em que aconteceu esta narrativa. Se foi no céu os filhos de poderia ser anjos. Porém, temos que tomar como ponto de partida que a Bíblia é um livro divino, no entanto, escrito por homens.
  • Deus ao assoprar suas palavras no ouvido dos escritores. Ele respeitou a cultura, o método pedagógico, os sentimentos e o intelecto de cada escritor.

Os escritores escreveram aqui na terra, usaram linguagem humana dentro daquilo que eles conheciam e viam ao seu redor. Vamos analisar a narrativa de Jó nesta perspectiva:

Observa-se o verbo “os filhos de Deus vieram”. O verbo está no passado e o escritor está na terra. Vamos pensar juntos! Se o escritor que está na terra tivesse usado o verbo no futuro “foram”, entenderíamos que este evento ocorreu no céu.

Mas, ele usou o verbo “vieram”. Ora, é óbvio que este evento ocorreu na terra e não no céu. Aconteceu em algum lugar aonde eram praticados os sacrifícios. No capítulo 1 versículo 5 diz que Jó levantava de madrugada e oferecia sacrifícios.

Quando o texto fala que os filhos de Deus “vieram” e veio Satanás junto. Os filhos de Deus pode ser os próprios servos de Deus indo para o local do sacrifício e Satanás indo junto.

O Evangelho de João 1.11-12 nos informa que somos filhos de Deus. E como tal nós vamos apresentar a Deus sem ter que ir ao céu. O lugar que apresentamos a Deus é na Igreja e Satanás também pode acompanhar o crente até a igreja. E ainda pior, se não for expulso ele entra na igreja e perturba o culto.

Outro versículo mal compreendido

  • “Então, o Senhor disse a Satanás: De onde vens? E Satanás respondeu ao Senhor e disse: De rodear a terra e passear por ela”. Jó 1.7

A expressão “rodear a terra e passear por ela”, não necessariamente precisava estar no céu para ela ter sentido. Nós, também, às vezes usamos figuras de linguagem similares a esta. Quando alguém nos pergunta onde estávamos. Ás vezes respondemos: “eu estava rodando por ai”

 OS FILHOS DE DEUS E AS TRADUÇÕES

Algumas traduções como a NVI nova versão internacional e a famosa King James que é a versão do Rei Tiago, traduziram e introduziram na Bíblia a palavra “anjo”, sendo que o correto é “filhos de Deus”.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Os filhos de Deus nos textos em questão não são anjos. Se fossem entraria em conflito com Hebreus 1.5 e Mateus 22.30.

Os gigantes não são resultado do cruzamento entre os filhos de Deus e as filhas dos homens.

Para apresentar diante de Deus não é necessário ir até o céu. Nós também nos apresentamos a Deus na igreja, aqui na terra.

Nem Gênesis e nem Jó usam a palavra hebraica מַלְאַךְ (malach) anjo. As palavras hebraicas que o escritor usou foi בְּנֵי  הָאֱלֹהִים (beney haelohim), literalmente “filhos de Deus”.

Deus não é de confusão. Caso fossem anjos neste evento, o escritor  não teria usado a palavra malach para evitar confusão? Com certeza sim. Mas, não usou. Por que algumas traduções traduziram como anjos? Por que mudaram? Com que direito fizeram isto?

Deus é Santo e no céu é lugar de glória e santidade. Deus expulsou Satanás do céu exatamente pelo seu pecado de rebelião. Por que Deus permitiria Satanás voltar lá juntamente com os filhos de Deus (anjos)? Se no céu não entra pecado, como Satanás entraria lá?

Conclui-se que o mais sensato é a teoria de que os filhos de Deus são descendentes da linhagem piedosa de Sete “o filho de Adão”. E as filhas dos homens surgiram da linhagem maligna de “Caim”, também filho de Adão.

Para complementar seus estudos veja o vídeo com a lição, Clica no link abaixo

https://youtu.be/yXacH1CJLKw

Se este Site está sendo bênção para você, abençoe a vida de outros compartilhando com seus amigos. Deixa um comentário e um like abaixo. Inscreva-se no Site Pensar Bem Faz Bem, clica no link abaixo, depois abra sua caixa de Emails e confirme seu cadastro. Que o Eterno vos abençoe.

 Inscreva-se, PENSAR BEM FAZ BEM por Email

Vejam também:

https://adilsoncardoso.com/index.php/2017/06/22/o-que-legaliza-um-casamento/